Atualizado às 19h23

O vereador Renan dos Santos (PC do B), integrante da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Merenda, afirmou que uma das servidoras-chave na descoberta do caso “merendagate” foi exonerada pelo novo secretário de Abastecimento e Nutrição de Sorocaba.

Segundo Santos, várias denúncias recebidas por ele indicam que o novo secretário de Abastecimento e Nutrição, José Olímpio Júnior, exonerou a principal servidora, chamada Camila Cardia, que detectou o problema de duplicidade de pagamento do contrato da merenda.

O fato foi levado por ele também à tribuna, nesta quinta-feira (1º), na Câmara de Sorocaba. Nesta quinta acontece a primeira sessão ordinária do ano após o recesso parlamentar.

“O secretário está exonerando aqueles que têm conhecimento técnico da questão, inclusive a servidora-chave para descobrir o problema do contrato da merenda” falou o parlamentar durante Live no Facebook do Ipa Online.

Assista

“Se, eventualmente, estiver acontecendo isso na secretaria de Abastecimento é preciso apurar. Não é possível premiar uma servidora técnica, correta, com uma exoneração”, reclamou Santos. “É, no mínimo, estranho”.

Olímpio Júnior assumiu a pasta oficialmente em 19 de dezembro de 2017, após exoneração de Daniel Pólice, que trouxe à tona o caso de pagamento em duplicidade no contrato de merendas.

A equipe de reportagem do Portal Ipa Online pediu uma nota oficial para a Prefeitura de Sorocaba a respeito do caso. Segue a resposta: “a servidora foi exonerada da Secretaria de Abastecimento e Nutrição (Seaban) pelo então secretário José Olímpio Silveira Moraes Júnior no dia 15 de janeiro de 2018, mas a decisão não tem relação com o caso envolvendo o pagamento de merendas. A funcionária Camila Cardini ocupava o cargo de Supervisora de Alimentação Escolar desde o dia 11 de dezembro de 2017, mas antes disso atuava como secretária da E.M. Leonor Pinto Thomaz. Ocorre que a diretora da E.M. Leonor Pinto Thomaz solicitou à Secretaria de Abastecimento e Nutrição o retorno da servidora pública ao seu cargo de origem e foi atendida. O pedido foi feito porque no final do ano passado outro funcionário da área administrativa da escola municipal pediu exoneração por motivos pessoais e a unidade precisava de forma temporária de um funcionário para emitir documentos de transferência, históricos escolares dos formandos do Ensino Médio, entre outras atividades”.

2 Comentários

  1. Há um alto dirigente da CTB e do PCDOB chamado Marcelo Cardia será semelhança nos nomes ou interesse próprio do vereador?

  2. A exoneração da servidora, que detectou e revelou à seu superior hierárquico, a existência dessa irregularidade que ficou conhecida como “Merendagate “, teve um desfecho inusitado, que lembra o seguinte exposto : ” NA IDADE MÉDIA, MATAVA-SE O MENSAGEIRO DE MÁS NOTÍCIAS. ” No caso em pauta, acho, que O TEOR DA INFORMAÇÃO (notícia ) dado aos seus superiores, foi tão impactante, ou ( julgaram improcedente), que aplicaram a conhecída regra : ( A CORDA AO SER PUXADA, ARREBENTA SEMPRE DO LADO MAIS FRACO ). Lembramos outro antigo provérbio árabe : ” QUANDO FORES DIZER A VERDADE, DEIXE O TEU CAVALO PRONTO, E FIQUE COM UM PÉ NO ESTRÍBO . A VERDADE É UM SEMPRE PERIGO PARA QUEM A REVELA “

Deixe uma resposta para Rafael Velaskes Cancelar

Please enter your comment!
Please enter your name here