Sem licitar a tempo, Paço faz renovação emergencial de contrato com a STU

A Prefeitura de Sorocaba anunciou na manhã desta segunda-feira (04), em encontro com os jornalistas, que vai renovar emergencialmente o contrato com a STU (Sorocaba Transportes Urbanos Ltda), pelo período de um ano. A renovação será feita após a Urbes não conseguir concluir a licitação para o Lote 2 do transporte coletivo, cujo contrato, de 2003 e renovado em 2011, termina nesta terça-feira (5) e não pode mais ser prorrogado.

A renovação emergencial de contrato, com a justificativa de não interrupção do serviço, tem sido utilizada frequentemente pela gestão do prefeito José Crespo. Os casos da merenda escolar, cujo contrato também se encerraria amanhã, da UPH Zona Leste e da UPA do Éden são os mais recentes exemplos de renovações de processos que demoraram mais que o previsto para ser licitados. As quatro renovações foram assinadas em 2019.

O secretário de Mobilidade e Acessibilidade, Luiz Alberto Fioravante, justificou o atraso com os estudos de uma agência alemã, que fez com que o edital demorasse mais tempo para ser elaborado. “Fizemos uma prorrogação com excepcionalidade por um ano, com cláusula resolutiva para assim que tiver nova concessionária. Demoramos porque tivemos por 18 meses a presença da agência alemã GIZ, que veio com novas técnicas de mobilidade e acessibilidade, nas relações humanas do poder público com a sociedade, e os novos processos, como o BRT e o VLT, seguem esse programa de integração entre os modais”, afirmou.

O valor da renovação de contrato com a STU ainda não foi divulgado pela Urbes. A nova licitação envolve um custo total de R$ 651 milhões por um contrato de oito anos, com a possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período.

O contrato atual com a STU foi assinado em 2003, ainda na gestão do prefeito Renato Amary, com previsão de apenas uma renovação, pelo mesmo período de oito anos estabelecido no texto. Ele foi renovado em 2011, na administração de Vitor Lippi, e vence nesta terça-feira (5). Por este motivo, a Administração Municipal decidiu efetivar a mudança de modo emergencial.

A STU atualmente opera com 60 linhas de ônibus nas Zonas Oeste e Sul da cidade, possuindo uma média de mais de um milhão e seiscentos mil passageiros por mês. Hoje ela opera linhas do transporte público municipal juntamente com a Consor (Consórcio Sorocaba).

A concessão do chamado Lote 2 do Transporte Municipal será projetado em duas fases em razão do BRT, a primeira contando com uma frota de 192 carros, e uma segunda fase com 136 ônibus, pois algumas linhas serão absorvidas pelo BRT. Segundo o secretário de mobilidade, algumas melhorias são previstas, como a instalação de wi-fi em todos os veículos.

9 Comentários

  1. Fala-se muito em Gestão mas que tipo de gestão se não temos Governança pra isto, como pode um gestor esquecer-se de contratos dentro do âmbito principalmente municipal sendo estes os quais tem que ter a maior transparência possível , isto mostra que não temos pessoas formadas e qualificadas para trabalhar para o povo ,o qual e o maior prejudicado.

  2. TÁ NA KARA QUE DEIXARAM PASSAR O PRAZO POR INTERESSES MESQUINHOS. ISSO FOI COMBINADO NO ALTO DO POMBAL.
    RC DISCÍPULO, POUPE-NOS DESSE PUXASAQUISMO.
    TÚ DEVES SER UM DOS COMISSIONADOS E FAZ PARTE DA BATOTA MAIS CHEGADA.
    VC NÃO TEM ARGUMENTOS!

  3. Comissionados não tem crédito para falar, são verdadeiros aspones, preferia que fosse lâmpada incandescente, desde que não gaste dinheiro do povo!

  4. Tudo esta sendo feito dentro da lei , na maior transparência, portanto não há o que questionar , o projeto foi melhorado com tecnologia alemã para atender toda a demanda necessária para a população Sorocabana .
    Nao se pode implantar o BRT , com lâmpadas incandescentes , agora temos lâmpadas de LED.
    #Crespo 2020 Sorocaba no futuro

    • Daqui dois anos explica isso para o MPF e a PF, pois isso vai dar m. Já tem muita gente desconfiando. Podem enganar muita gente por muito tempo, mas não podem enganar todo mundo o tempo todo (Abraham Lincoln). A casa vai cair igual caiu pro Lula, depois não digam que não avisamos.

  5. Perder prazo para contratar emergencialmente é sinônimo de incompetência ou de má intenção. Simples assim.

  6. A prefeitura com um mega cabidao de empregos gigante como o da prefeitura e essa desculpa esfarrapada para fazer mais um contrato emergencial por falta de tempo é mais um tapa na cara do cidadão sorocabano que paga caros impostos, para ver seu suado dinheiro ser investido na cidade da forma pior possível! total desrespeito com o cidadão sorocabano e incapacidade de administração dinheiro público!
    O contrário do Presidente Bolsonaro e Governador Dória! Na contramão!!
    Fora Crespo e seus pelegos!!

  7. Não teve tempo, esse é o governo mais vagabundo e omisso da nossa história, ganha até da lesma manca do Pannunzio.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here