Paralisação durante Greve Geral será total na próxima sexta, anunciam sindicatos

A paralisação que ocorrerá durante a Greve Geral, prevista para ocorrer na próxima sexta-feira (14), deve ocorrer de forma total e afetará diversos serviços em Sorocaba e região. O Ato Público acontece em todo o país e durará 24 horas.

Entre alguns serviços que devem ser prejudicados estão, principalmente, o de transporte público. Segundo o Sindicato dos Rodoviários, 100% da frota de ônibus não circulará neste dia. Como já conhecido em outras Greves Gerais ocorridas em Sorocaba, os veículos não saem da garagem para ir aos terminais de ônibus, que ficam vazios, como mostra a foto abaixo.

A Prefeitura e a Urbes informaram à redação que “estudam conjuntamente as medidas a serem adotadas para tentar amenizar os efeitos da eventual paralisação. As concessionárias de transporte serão comunicadas pela Urbes para evitarem a paralisação, ficando sujeitas a sofrerem a aplicação de penalidades, caso descumpram a legislação vigente”.

O Ipa Online entrou em contato com o sindicato dos Bancários e o mesmo informou que organizou um cronograma para convocar, na data, a participação dos trabalhadores da categoria para participar do ato que ocorre na praça Coronel Fernando Prestes e reunirá todos os sindicatos envolvidos com a Greve Geral, às 10 horas, entretanto não informou se a ação prejudicará o atendimento nas agências bancárias.

Professores de escolas estaduais, segundo a Apeoesp, que representa a categoria, farão passeata durante a manhã de sexta, o que pode culminar no cancelamento das aulas em algumas unidades. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba (SSPMS), Salatiel Hergesel, convoca a classe trabalhadora para também aderir ao ato. Com isso, serviços de cunho municipal também devem ser afetados. Durante entrevista ao Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema, nesta terça-feira (11), o Secretário de Gabinete Central, Eric Vieira, afirmou que o sindicato não procurou o Executivo para avisar sobre qualquer paralisação.

Na região de Sorocaba, os sindicatos que participam da Frente em Defesa da Aposentadoria e que representam os trabalhadores em transportes, metalúrgicos, comerciários, bancários, professores públicos estaduais, químicos, vigilantes, em empresas de vestuário, refeições, da borracha, de papel e celulose, da alimentação e os servidores públicos de Sorocaba e de Votorantim confirmaram a participação na manifestação, convocada pelas centrais sindicais brasileiras contra a reforma da Previdência, os cortes de verbas na Educação e o desemprego.

Os movimentos estudantis secundarista e universitário e os professores da UFSCar-Sorocaba também irão participar. O sindicato dos técnicos e administrativos da UFSCar-Sorocaba irão realizar uma assembleia nesta terça-feira (11), para definir a participação.

A Greve Geral começa à zero hora de sexta e durará até as 23h59 do mesmo dia.

Sorocaba

Em Sorocaba, os movimentos estudantis, da educação e de trabalhadores estão chamando a população a participar no dia 14 de junho de um ato contra a reforma da Previdência, os cortes de verbas na Educação e o desemprego. O ato irá acontecer a partir das 10h, na praça central de Sorocaba, praça Coronel Fernando Prestes. Marchas de trabalhadores, estudantes e professores irão acontecer nas principais vias da cidade durante toda a sexta-feira, 14.

Transporte

Os trabalhadores em transportes nos setores urbano, intermunicipal (suburbano), rodoviário, de fretamento e de cargas nas 42 cidades das regiões de Sorocaba, São Roque e Itapeva (de Araçariguama até Itararé) irão participar da Greve Geral e, seguindo a deliberação nacional da categoria, irão paralisar por 24 horas.

O Ato Público tem como objetivo mostrar aos deputados federais e senadores a rejeição da população à reforma da Previdência que está em tramitação no Congresso Nacional e “que acaba com o sistema público de previdência no Brasil ao propor a implantação do sistema de capitalização e a adoção de regras de acesso à aposentadoria não condizentes com a realidade social, econômica e de trabalho da população brasileira”.

Para as centrais sindicais, o sistema de capitalização significa “o fim do direito à aposentadoria. O sistema de capitalização já foi experimentado em 30 países no mundo e não trouxe resultados positivos para a população. Dos 30 países que o adotaram, 18 já reverteram para a previdência pública parcial ou integralmente e nos outros que ainda possuem esse sistema a realidade é nefasta, com muitos idosos em situação miserável ou recebendo abaixo do salário mínimo”.

A Greve Geral, segundo a Frente em Defesa da Aposentadoria, também “é um protesto contra o alto índice de desemprego e a falta de projeto político para reverter essa situação danosa e contra os cortes de verbas na Educação feitos pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL), que atingem da creche à pesquisa científica, e que irão levar ao fechamento de centenas de cursos, universidades e institutos públicas federais em todo o país, assim como à desconstrução do setor de pesquisa brasileiro”.

20 Comentários

  1. Conforme LEI Nº 7.783, DE 28 DE JUNHO DE 1989:

    Art. 10 São considerados serviços ou atividades essenciais:

    I – tratamento e abastecimento de água; produção e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis;
    II – assistência médica e hospitalar;
    III – distribuição e comercialização de medicamentos e alimentos;
    IV – funerários;
    –> V – transporte coletivo; <–

    A garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade. abuso do direito de greve, a inobservância das normas contidas na presente Lei, bem como a manutenção da paralisação após a celebração de acordo, convenção ou decisão da Justiça do Trabalho.

    Parágrafo único. Na vigência de acordo, convenção ou sentença normativa não constitui abuso do exercício do direito de greve a paralisação que:

    I – tenha por objetivo exigir o cumprimento de cláusula ou condição;
    II – seja motivada pela superveniência de fatos novo ou acontecimento imprevisto que modifique substancialmente a relação de trabalho.

    Art. 15 A responsabilidade pelos atos praticados, ilícitos ou crimes cometidos, no curso da greve, será apurada, conforme o caso, segundo a legislação trabalhista, civil ou penal.

    Parágrafo único. Deverá o Ministério Público, de ofício, requisitar a abertura do competente inquérito e oferecer denúncia quando houver indício da prática de delito.

    A referida lei prevê ainda que nos serviços ou atividades essenciais, os sindicatos, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigados de comum acordo a garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade. Esta garantia deve ser de no mínimo 30% (trinta por cento) dos serviços em funcionamento.

    PORTANTO, ESTA "paralisação" COM 100% DE FROTA PARADA É ILEGAL !!!!!

  2. Sindicato como sempre colocando terror psicológico nas pessoas …Greve o cadete precisamos trabalhar….

    Dica do dia ….O trabalhador que for dispensado pelo empresário pela falta no trabalho…já que ele é pago pra isso ….ingresse com reclamação trabalhista contra o sindicato já que ele é o causador da sua dispensa.
    .pois ameaça e impõe a paralisação.

    Aliás chegou a hora de todos desempregados ir na porta do sindicato levar as contas de água luz fatura do cartão para o sindicato pagar….já que são detentores só emprego da moral e dos bons costumes…e alardeiam aos quatro ventos que defendem o trabalhador.

    O que defende o trabalhador é o salário…conta paga…comida com fartura na mesa…sindicalista nunca gostou de trabalho…pois se gostasse ele próprio trabalhava…..

  3. Espero que o nosso Presidente faça dia 14/06 o mesmo que fez com caminhoneiros baderneiros vagabundos que ficavam bloqueando as estradas ! Exercito neles !!!!! Fogo na Petralhada !!!!!

  4. Sindicato? Nunca me ajudou em nada a não ser tirar uma parte do meu dinheiro.
    Essa paralização acaba mesmo é na conta do trabalhador. Quem é a favor do Brasil quer ver o país andar e sair da crise que o PT deixou nos seus 16 anos de usurpação no Brasil. Na verdade isso é viés político.
    Mas o bem vai vencer o mal a mamada luciferica dos sindicalistas vai acabar.

  5. Lá vem a greve dos professores que não dão aula, dos estudantes que não estudam e dos trabalhadores que não trabalham.
    Essa greve Lula Livre já está manjada. Dá-lhe pão com mortadela e 50 real pra essa turma.

  6. Parece que não tem ninguém de sindicato aqui nos comentários. Deve ser porque vagabundo é quem tem o dia todo para escrever besteira em todas as notícias publicadas no Ipaonline. Valeu, RC?

  7. RC não fala besteira cão Gedai! Tá falando as coisas sem.fundamento, como sempre! Já imaginou se não tem sindicato para botar limites para pessoas como o seu prefeito? Que se acha dono da cidade! Por pessoas como seu prefeito que se faz necessário sindicato, para fazer eles baixarem a bola e ficarem no lugar deles!! indiscutível que o sindicato precisa se atualizar, na forma de protestar, as pautas de reinvindicações não podem continuar sendo as mesmas, não funciona mais como eram na década de 80 no ABC, mas continuam tendo importância na sociedade! Goste ou não goste RC, pois pessoas como vc, que são em.cima.do.muro,.agora lambe botas do Prefeito atual, mas quando seu bandido de estimação for preso ou perder o mandato vc vai correndo atrás de outro saco pra lamber! É isso, não tem raça! Um vendido! Sempre buscando formas de ganhar dinheiro fácil.

    • O que tem haver o Prefeito com a paralizacao, que e nacional ? Goste ou não goste, nosso atual Presidente não e o “Luladrao Nove dedos” e sim, o capitão Jair Messias Bolsonaro, portanto, Petralha Vagabundo, chore na cama que e lugar quente…. Sindicato so tem Vagabundo sim, e quem concorda com isso, e tao Vagabundo quanto !!!!! Nao gosta ? Venezuela e logo ali !!!!

  8. o bom que não vai ter nem 10% da frota em circulação. Eu trabalho em outra cidade e vou ter que faltar no meu trabalho por causa de SINDICATOS. Falta de consideração com as pessoas que trabalham e querem ir trabalhar.

    • E, desde quando, PT se preocupa com o povo ? Se realmente tivessem preocupação, teriam feito algo em 16 anos de Governo Petista, mas não o fizeram, e agora que entra o Presidente Bolsonaro, que esta colocando a casa em ordem, os Vagabundos Petralhas vem com todo o “mimimi” de ser contra uma Reforma que e 100% necessária por causa do Governo Petista, ou seja, são contra uma situação que os próprios vagabundos Petistas criaram, hipocrisia ! Se tivessem trabalhado direito em 16 anos de Governo Corrupto, não precisaríamos da Reforma !

  9. Enquanto os motoristas param, prejudicam a população, causando prejuízo a sociedade alguns lideres, fica tomando café com o dedinho levantado e saboreando uma coxinha da real boa vista, com sua Harley Davidson no estacionamento.
    Pois eh! Tem gente que vive disso…eu e muitos vivem de trabalho

  10. Nestes Sindicatos so tem Vagabundos Comunistas !!!!!
    O que nao ganham nas urnas, querem conquistar no grito !
    PT totalmente desesperado !!!!!
    #FIMDOSSINDICATOS
    #FIMDOPTJA

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here