O agendamento de uma audiência pública para debater o projeto de lei 285/2018, de autoria do vereador Luis Santos (PROS), tem gerado polêmica nas redes sociais. Tudo porque o parlamentar busca a volta de provas equestres na cidade, o que os ativistas da causa animal entendem como exploração dos equinos e um passo na direção do fim da proibição dos rodeios em Sorocaba. O vereador chegou a ser acusado em suas redes sociais de ser um incentivador da tortura contra animais, após marcar uma audiência pública para a próxima sexta-feira (15), às 19h30, na Câmara Municipal, para abordar o seu projeto de lei.

“Acreditar que eu, como cristão e defensor dos animais como sou, estou promovendo eventos ‘para tortura de animais’ como estão espalhando por aí é um absurdo sem limites. Ou pior, que isso seria por conta de algum ganho financeiro sem qualquer prova que justifique tal acusação”, defendeu-se o vereador.

Luis Santos justifica o apoio à ideia como uma forma de fomentar a atividade turística do município. “Como presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara, fui procurado por pessoas ligadas ao setor para se definir a realização de provas equestres em Sorocaba, preferencialmente na Semana do Tropeirismo que todo ano ocorre na cidade, fechando a Tropeada Paulista que sai de Itararé, até aqui realizada há anos entre as duas cidades”, explicou.

O projeto de Lei 285/2018, de autoria do vereador, altera a Lei nº 8.354 de 27 de dezembro de 2007, sobre o controle de populações animais, bem como sobre a prevenção e controle de zoonoses no Município de Sorocaba. Segundo a alteração, fica permitida a utilização de animais equinos para a prática das seguintes modalidades esportivas: Marcha de Muares e Cavalos, Rédeas, Três Tambores, Apartação, Laço Comprido, Hipismo, Ranch Sorting, Turismo Equestre e Equoterapia.

A causa, porém, não foi bem aceita por defensores da causa animal, por entender que este pode ser um primeiro passo para a volta dos rodeios (por ter provas em comum, como laço e tambores), e também por considerar as provas equestres uma forma de exploração animal. Os ativistas organizaram uma roda de conversa no último sábado (9), para debater o tema, e prometem estar presentes na audiência pública marcada para a próxima sexta-feira (15).

Ovídio Brito participa da prova de laço comprido, que faz parte do rodeio completo. Em Sorocaba, prova não poderá ter utilização de bovinos. Crédito: Guilherme Maranhão/Folhapress

Eles também fizeram várias manifestações nas postagens do vereador, criticando seu posicionamento e acusando de incentivar a prática considerada por eles como tortura animal. O parlamentar foi defendido por alguns seguidores, mas decidiu fazer uma postagem para se defender das acusações. A íntegra você pode ler abaixo.

Em nome da Comissão de Turismo da Câmara, o vereador pediu o agendamento da audiência pública ao presidente da Câmara. A discussão do projeto de lei promete ser acalorada, com transmissão pela TV Câmara.

Veja a íntegra da manifestação do vereador Luis Santos:

ESCLARECIMENTO SOBRE A AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE VENDO SENDO VEICULADA, DE FORMA MENTIROSA, COMO VOLTA DOS RODEIOS E “TORTURA DE ANIMAIS “!

A QUEM INTERESSAR:

Infelizmente estamos num tempo em que pessoas, utilizando-se das redes sociais, espalham notícias falsas, acusam, julgam e até agridem sem qualquer verificação real dos fatos. Acreditar que eu, como cristão e defensor dos animais como sou, estou promovendo eventos “para tortura de animais” como estão espalhando por aí é um absurdo sem limites. Ou pior, que isso seria por conta de algum ganho financeiro sem qualquer prova que justifique tal acusação é se colocar em risco de uma ação por calúnia e difamação. A verdade é esta: como presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara fui procurado por pessoas ligadas ao setor para se definir a realização de provas equestres (com cavalos e mulas, não com bois ou para volta de rodeios como de forma mentirosa está sendo divulgado nas redes) em Sorocaba, preferencialmente na Semana do Tropeirismo que todo ano ocorre na cidade, fechando a Tropeada Paulista que sai de Itararé até aqui realizada há anos entre as duas cidades. Como é de praxe, sempre que um assunto pode ter contraditório ou é polêmico, informei que SÓ ENCAMINHARIA A PROPOSTA APÓS A REALIZAÇÃO DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA A FIM DE OUVIRMOS OS ARGUMENTOS PRÓS E CONTRAS QUE NORTEASSEM A VOTAÇÃO PELOS VEREADORES/ AS. E assim foi feito, sendo esse o melhor trâmite democrático para que a proposta vá ao plenário. Em outras palavras, com isso, proporcionei a todos os interessados que, de forma transparente e justa, participassem e opinassem sobre o tema ANTES DA PROPOSTA SER VOTADA. Tivesse eu outros interesses, inclusive financeiro, como caluniosamente estão afirmando por aí, teria agido às escondidas e não da forma aberta, democrática e transparente como está proposto, via audiência pública. Quem conhece de fato minha história de vida, sabe que nunca estive envolvido com esse tipo de conduta inclusive nos 10 anos de mandato na Câmara. O que não aceito é ser agredido de forma covarde como estou sendo por ter agido da maneira correta dentro do processo legislativo. Convido a quem interessar que participe da referida audiência e também veja a lei de proibição de rodeios em Sorocaba, porque muita gente está me acusando e agredindo sem nem ao menos conhecê-la para entender o porquê assim agi. Obrigado a quem ler e compartilhar essa minha publicação pelo bem da verdade!

19 Comentários

  1. Luis Santos . Vc é um merda . Aperta a descarga e suma …. ainda se diz pastor ou sei lá o que . Deve ser satanista só pode….

  2. Deveria colocar este babaca do Luís santos para que fizessem a prova do laço nele. Vc não tem vergonha na cara seu jumento? Vontade de dar um murro bem dado na sua cara só para vc sentir 1% de dor do que estes animais sentem

    • Chama-lo de jumento é ofender o pobre animal. Esse cara é um chato de galochas, insuportável, pensa e fala como o homem das cavernas. O mundo evolui e a mente desses caras continuam no século passado!

  3. Vemos aqui uma ação clara de lobby de pessoas sem escrúpulos que visam interesses financeiros de um pequeno grupo. Sou absolutamente contra qualquer prova equestre em Sorocaba e estou trabalhando para derrubar esse projeto de Lei. Antes que algum desavisado venha me perguntar, sim sou vegetariana há 42 anos, mas mesmo que comesse carne poderia ser contra o PL. A justificativa de gerar renda e emprego é fraca, pois Sorocaba hoje é uma cidade voltada para industria e tecnologia, temos muitas outras formas de gerar riquezas para município que não seja praticando crueldades com animais.

    • Parabéns Sra. Cristina, até que enfim uma cidadã sensata. Estamos vivendo tempos difíceis, cheio de retrocesso. Nossa sociedade parece estar regredindo ao invés de avançar. Os interesses individuais cada vez mais se sobrepondo ao interesse coletivo. Triste realidade!

      #FORACRESPO

  4. Este projeto já havia sido apresentado no passado pelo nosso excelentíssimo prefeito , quando então ainda vereador , mais completo e mais amplo em termos de legislação ,assim seria injusto não coroar o êxito deste projeto quem de fato é o idealizador do projeto.

    • Cala a boca filho da puta. Cara vc merece uns murros na cara babaca . Otário . Maldito . Cusao . Vem aqui na Vila Carol que falo isso na sua casa. Seu verme

  5. Boa ideia do rodeio.. muito blablabla sem fundamento!!
    Animais maltratados e.abandonados é outra coisa..

  6. Sorocaba virou a terra de reclamação, em todo lugar tem esses benditos rodeios (que eu particularmente não gosto) mas muita gente gosta, vai gerar renda e empregos, e a galera fica enchendo o saco, galerinha que não tem o que fazer, deveriam trabalhar em prol dos famintos que perambulam pelo centro da cidade ao invés de ficar enchendo o saco, Jaguariúna, Barretos, Americana, Itu , Araçoiaba, tudo cidade que tem rodeio, aqui fica essa graça!

    • Tive a oportunidade de trabalhar por quatro anos com projeção e telão para todos esses Rodeios que citou. E, em nenhum momento, eu vi um só cavalo ou boi machucado, pelo contrario, sempre antes e depois das montarias os animais são submetidos a verificação veterinária e o peão e automaticamente desclassificado se machucar o animal…. portanto, e “FAKE” a alegação que animais são mau tratados em rodeios…. puro “mimimi” da Petralhada !

      “Digo a verdade, doa a quem doer”

  7. Hipocrisia domina o antro dos “defensores de animais”!
    Há milênios o homem pratica essas atividades desportivas, e de uma hora para outra surge meia dúzia de zés ruelas “protestando”!
    A economia do país precisa do máximo possível de atividades que atraiam público, como é o caso das atividades equestres!
    Basta fiscalizar, e punir os abusos!
    Gente chata!

  8. Sinto cheiro de hipocrisia no ar !
    Os mesmos que dizem que os Rodeios fazem “torturas com os animais” são os mesmos que poderão ser encontrados em uma das diversas Churrascarias da cidade, e também são os mesmos que usam perfumes e cosméticos elaborados a partir de testes com animais, e também são os mesmos que possuem bancos de couro no carro, ou botas e cintos de couro, enfim, produtos criados e testados em aninais, e que também bebem leite de vaca diariamente (afinal já foi comprovado que a captação mecânica do leite causa dores e feriamentos nas vacas).
    Portanto não sejamos hipócritas em fazer tais alegações….

    “Digo a verdade, doa a quem doer”

    • Se gosta da verdade não deveria se esconder RC (oficial)! Mostra sua cara, diga seu nome e use uma argumentação mais plausível. Ninguém está pedindo para o mundo virar vegano, apenas queremos que os animais que inclusive servem de alimento para as pessoas sejam tratados com dignidade.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here