Um áudio do vereador Hudson Pessini (MDB), que circula nos grupos de WhatsApp, virou caso de interpelação judicial na Vara do Juizado Especial Criminal e Violência Doméstica, a pedido do advogado da ex-assessora do prefeito José Crespo, Tatiane Polis.

De acordo com a petição do advogado Márcio Leme, Tatiane pede à Justiça que Pessini apresente explicações, sob pena de crime de injúria, a respeito de afirmações sobre ela.

No áudio, segundo a defesa da ex-assessora, “o réu, no dia 5 de junho, em reunião com assessores e populares, fez menção jocosa e passou a denegrir a imagem e a honra da autora, com afirmações machistas e de cunho sexual, com objetivo de subjugar a sua figura feminina”. Também no áudio, Pessini, da mesma forma “jocosa e de cunho sexual”, cita o colega de partido, Fernando Dini.

A assessoria de imprensa de Pessini disse que o caso se trata “de mais uma conversa entre amigos” e que vê a situação “como uma forma de tentar causar desgaste”, reiterando que “quando o vereador fala publicamente, ele se manifesta; quando ele fala entre amigos, não cabe manifestação”.

A assessoria do vereador Dini (MDB) informou que ele não iria se manifestar sobre o assunto.

1 Comentário

  1. Assessoria de imprensa dos vereadores .e não dizem nada , ai meu dinheiro indo pelo ralo …….
    Uma bazofia essa Câmara dos vereadores ..muito ruim

Comments are closed.