Foto: Divulgação Secom

Cida Muniz

O secretário de Negócios Jurídicos, Gustavo Barata, esteve na Câmara de Sorocaba durante a sessão desta quinta-feira (5), para explicar a concessão real de uso de um terreno adquirido pelo município no governo do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), na avenida Ipanema, antiga garagem da TCS (Transporte Coletivo Sorocaba) para construir o hospital da Zona Norte, ao BRT.

Barata explicou o motivo da Prefeitura querer repassar a garagem para o BRT. Segundo ele, a área particular que seria adquirida pelo BRT, na entrada do Vitória Régia, foi invadida e a Prefeitura teve dificuldades de entrar no local, inclusive para buscar a reintegração. Nesse ínterim, a Secretaria de Planejamento propôs substituir a área, passando para o BRT a garagem, até porque não há verba para a construção do hospital

O secretário explicou a questão financeira de ceder a garagem para o BRT. Conforme ele, a empresa que administrará o BRT teria que desembolsar R$ 7 milhões pela área a ser desapropriada, já ocupando a antiga garagem economizará esse valor, o que poderá gerar uma tarifa menor para os usuários.

O vereador José Francisco Martinez (PSDB), sugeriu uma outra área para ser ocupada pelo BRT. Ele comentou que a área que seria no Vitória Régia de 18 mil metros quadrados  não pode ser desapropriada porque está penhorada, sendo avaliada em 18 milhões de reais, mas segundo Martinez, próximo, há uma outra área, hoje alugada, que poderia ser adquirida pelo BRT.

O vereador Francisco França (PT), afirmou que a questão jurídica nem está em questão, sendo necessário ouvir o secretário de Planejamento, Luiz Fioravante, que não pode comparecer na Câmara por questão de saúde de sua esposa, para saber o porquê querer passar a concessão para o BRT e também cobrar a construção do hospital na Zona Norte, porque a área foi adquirida por R$ 13 milhões.

Ao final, ficou definido que será marcada uma audiência pública para discutir o assunto, provavelmente após o recesso do meio de ano da Câmara, portanto somente em agosto.

Para recordar, no dia 27 de dezembro de 2016, ainda no governo Pannunzio, foi aberto os envelopes para a concorrência visando a concessão de administração para implantação e operação do Hospital das Clínicas de Sorocaba, mas ninguém se interessou em participar da licitação.

1 Comentário

  1. Compro um terrenos no valor de 13 milhões para construir um hospital , isso em 2016 , na concorrência ninguém se interessou em participar , e ainda continuamos sem concorrência , o terreno esta sem uso ,gastamos 13 milhões , e sem função social , ai vem o BRT , tudo já planejado , conforme o Crespo, mas a garagem parece me que ainda não , ai tem um terreno , mas não pode , esta invadido , epa! eu tenho um terreno do ladinho para vender , epa! se eu ficar com a garagem posso até reduzir o custo da passagem ,
    Será que tudo isso e verdade? é claro quer não
    Difícil de acreditar nessa historia , pode cavoucar que sai minhoca !!!!

Comments are closed.