‘Serial killer’ que estuprou e matou jovem vai a júri popular nesta terça

O metalúrgico Paulo Roberto de Jesus, considerado como serial killer pela Polícia Civil, vai a júri popular nesta terça-feira (12), às 9 horas, no Fórum de Sorocaba. Ele responde por homicídio qualificado pela morte de Tainá Gabriele Chagas, de 19 anos. O crime ocorreu em julho de 2014. O corpo da vítima foi encontrado totalmente nu, enterrado em um terreno baldio na rua Antonio Lopes Bravo, na Vila Haro, próximo da casa dela.

Foto: Sergio Ratto/Arquivo/Ipa Online

Tainá apresentava marcas de facadas na região do pescoço, costas e seio. Também foi encontrado esperma do acusado na região genital dela. Imagens de câmera de segurança ajudaram a identificar o criminoso, que foi preso três meses após o assassinato. À época, o Ipa Online divulgou o vídeo. Paulo Roberto aparece andando por uma das ruas do bairro e a jovem que estava em casa, na Vila Hortência, aparece na calçada e sobe a via. Ele aborda a jovem com uma faca e os dois somem do alcance da gravação. Duas horas após o crime, as câmeras registram ele retornando do local do homicídio correndo.

Veja abaixo

O caso foi solucionado pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba. De acordo com o site do Tribunal da Justiça, o indiciado aguarda preso na Penitenciária de Tremembé para o julgamento. Ele já tinha passagens na polícia por tráfico de drogas, homicídio e porte ilegal de arma.

À época, os delegados José Humberto Urban Filho e Acácio Leite falaram a respeito da investigação sobre o caso.

7 Comentários

  1. Fico muito satisfeita com a resolução do crime ,e o culpado ser detido preso e já vai a julgamento,pelo menos a família pode de alguma forma saber que este monstro foi preso e q apodreça na cadeia.porem fico indignada com o caso do meu filho foi assinado,levou um tiro na cabeça , queimado por seis horas , fiquei aguardando o exame de DNA q xegou em quantro meses,e quando chegou descobri que meu filho já havia sido enterado em Votorantim um dia depois do fatitico dia,e oq se encontrava no IML de Sorocaba não era meu filho ,a delegacia Dig passamos muitas informações , filmagens ,que nos corremos atrás para pegar o culpado, nome , apelido ,e até agora nada ,o Dr Acasio leite mal nos atende ,manda um envestigador nos dizer que está em envestigacao.Oq meche muito com meu emocional já que o corpo do meu filho foi trocado no IML ,por conta disso demorei 7 meses e dois dias para sepultar meu filho.
    Sendo que eles foram até a casa do suspeito e alegaram que não encontram indícios suficientes para deter o cidadão,porém nem se quer foi levado a prestar depoimento.
    Como mãe ,me sinto hoje vivendo pela graça ,já fui na corregedoria duas vezes fazer denúncia por falta de interesse da Dig no caso do meu filho ,que deixou um filho que chama pelo pai, meu sofrimento so aumenta com tanto descaso ,e com tanta inresponsavel das duas partes ,da delegacia geral de investigações de Sorocaba ,e do erro gravíssimo do IML,pq já é difícil perder um ente querido ,ainda mais um filho da maneira cruel e desumana que foi acontecido .
    Me sinto inútil diante das injustiças que vem me acontecendo desde do dia 11/01/17 fica aí o meu desabafo e minha revolta

  2. Pior é ter tido o desprazer de conviver com esse lixo pois esse psicopata trabalhava na mesma empresa que eu prestava serviço…Esse é um verdadeiro psicopata dissimulado…a morte é pouco pra ele

  3. Não precisava por essa imagem que choca mais ainda a família e nós que conhecíamos a vitima ,Confio em Deus que esse já está condenado !!!

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here