Alfredo Henrique, FOLHAPRESS

Três policiais militares são investigados por supostamente estarem bebendo cerveja, fardados, com o dono de um bar, por volta das 18h40 de segunda-feira em Guaianases (zona leste da capital paulista). Outro PM, que estava no lado de fora do estabelecimento, também consta como “parte” no registro feito pela Polícia Civil.

Segundo narrado por outro policial militar, que fez a denúncia, ele trafegava pela rua Acácio Marchese quando viu dois carros da PM, da 1ª Cia. do 28º Batalhão, estacionados em frente a um bar. Por causa disso, resolveu averiguar o que estaria acontecendo no local.

Em frente ao comércio, ele se deparou com um policial de 26 anos, que teria dito que mais três PMs estavam dentro do bar conversando com o proprietário, que seria amigo dos policiais.

Já dentro do local, o policial viu o dono do bar, atrás do balcão, conversando com os três PMs.

Sobre o balcão havia duas garrafas de cerveja long neck e três copos com a bebida. “[O denunciante] não visualizou os mesmos [policiais] ingerindo cerveja e que ao questioná-los, os mesmos disseram que sim [que consumiam a bebida]’, diz trecho de boletim de ocorrência, registrado no 44º DP (Guaianases).

Ainda segundo relatado pelo denunciante, atrás do dono do bar, um comerciante de 48 anos, havia uma porta entreaberta. Ao entrar no cômodo, o policial encontrou cinco máquinas de caça-níqueis, mas sem nenhum apostador. O dono do local alegou que os equipamentos são usados para “diversão” dos clientes.

Após o flagrante, o PM que estava em frente ao bar, além dos três que estariam supostamente bebendo (24, 28 e 29 anos), foram encaminhados ao Plantão de Polícia Judiciária Militar, do 9º Comando de Policiamento de Área Metropolitano.

Outro caso

Em 16 de julho, sete policiais militares foram presos ao serem flagrados dormindo durante o horário de serviço, no estacionamento do Hospital das Clínicas, na zona oeste da capital paulista. Todos eles trabalhavam no local realizando Operação Delegada, o “bico oficial” da PM.

Dez dias depois, a Justiça Militar decidiu que os PMs poderiam responder ao processo em liberdade.

Resposta

A PM confirmou que os policiais foram flagrados, dentro do estabelecimento “em circunstâncias a serem esclarecidas, onde, supostamente, estavam bebendo bebida alcoólica [em serviço]”, diz trecho de nota. A polícia acrescentou também estar ciente sobre a localização das máquinas de jogo de azar.

A corporação não informou se os policiais foram afastados e quais medidas seriam tomadas para a investigação do caso.

A Ouvidoria das polícias afirmou que vai instaurar um procedimento para acompanhar as apurações da Corregedoria da PM. “Para este tipo de transgressão disciplinar, a PM é muito rígida”, afirmou o órgão em nota.

VEJA A ÍNTEGRA DA NOTA DA PM:

“A Polícia Militar esclarece que ontem (segunda-feira, 12), por volta 18h40, durante ronda Oficial, quatro policiais militares de serviço foram flagrados no interior de um estabelecimento comercial localizado na Rua Acácio Marchesi, 161, Zona Leste de São Paulo, em circunstâncias a serem esclarecidas, onde, supostamente, estavam ingerindo bebida alcoólica.

No estabelecimento também foram localizadas algumas máquinas caça-níqueis.

A ocorrência foi encaminhada ao Distrito Policial e ao Plantão de Polícia Judiciária Militar, onde segue em andamento”.

3 Comentários

  1. Policial , fez a denuncia esse cara é mais realista que o rei, se tivesse no puteiro tá errado, tá no bar tá errado, tá na igreja tá errado,acho que esse policial é um frustado e nunca foi policial deve ser um bom alcagueta e safado, só isso prejudicar vá procurar o que fazer Zé arruela. Pó

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here