Polícia Civil

A jovem Karina Aparecida da Silva Roque, de 18 anos, que matou e mutilou o irmão de 5 anos em São Roque no último dia 4, está presa na Penitenciária Feminina “Santa Maria Eufrásia Pelletier” de Tremembé, mesmo presídio onde estão Suzane Von Richthofen (morte dos pais, o casal Richthofen), Anna Carolina Jatobá (morte da menina Isabela) e Elize Matsunaga (morte do marido, Marcos Matsunaga).

O período de observação de Karina, que dura 20 dias, acaba na próxima quarta-feira (1º), de acordo com informações da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). A jovem está detida em uma cela isolada de outras presas e tem direito a duas horas de banho de sol por dia. Com o fim da observação, ela deverá ser transferida para uma cela comum.

Ela também poderá, a partir de agora, receber visitas. A SAP não informou se houve visitantes cadastrados, nem quais os visitantes a jovem pediu para que fossem liberados.

Por não estar no regime semi-aberto, a detenta não terá direito à saída de Dia das Mães, ao contrário de Richthofen, que terá direito ao benefício mesmo respondendo pela morte dos pais.

Polícia Civil

De acordo com os peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, o menino de Maycon Aparecido da Silva Roque, de 5 anos, já estava morto quando foi mutilado pela irmã, no dia 4 de abril. Os policiais investigam se a jovem pode ter sido influenciada por alguém ou algum grupo de pessoas pelas redes sociais a cometer o crime.

O celular encontrado na casa, o chip e o cartão de memória serão periciados e uma das hipóteses da investigação é de que Karina Aparecida da Silva Roque, de 18 anos, participava de grupos de satanismo nas redes sociais, onde poderia ter sido influenciada a praticar o crime para executar algum tipo de ritual.

O corpo de Maycon Aparecido da Silva Roque passou por necrópsia no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba. De acordo com os exames preliminares, que ainda deverão ser confirmados, ele já estava morto por asfixia quando a irmã o mutilou dentro de casa, no bairro Gabriel Piza. Ela utilizou um travesseiro para cometer o crime. Após ser asfixiado pela irmã, ele teve os olhos furados. Ela ainda cortou o punho e pescoço, queimou os pés, decepou as genitálias da vítima e as “ingeriu”. O menino de 5 anos foi enterrado no Cemitério da Paz, em São Roque.

A jovem de 18 anos passou por audiência de custódia e teve sua prisão preventiva decretada. Antes de ser levada para Tremembé, ela foi detida na Cadeia Pública de Votorantim em isolamento.

Karina Roque será acusada por homicídio qualificado consumado pela morte do irmão, tentativa de homicídio do tio e maus-tratos a animal, porque mordeu o cachorro da família durante a tentativa de contenção.

Para atrair o menino, a irmã disse que iria “brincar com ele”. Ela então colocou um travesseiro em sua cabeça e o matou asfixiado. Após matá-lo, a polícia disse que, em um “ritual macabro”, a garota furou seus olhos, cortou o punho e pescoço, queimou os pés, decepou as genitálias da vítima e as “ingeriu”.

A mãe, ao chegar em casa, não conseguiu entrar após ter sido impedida pela filha, que se trancou. A mulher precisou chamar o cunhado que arrombou a porta. Ao entrar, viram o menino já morto, com sinais de tortura pelo corpo.

O cunhado tentou conter a jovem, que o atingiu com uma pedrada. A jovem ainda mordeu o cão da família, quando o animal tentou avançar nela durante a confusão.

A Polícia Militar foi acionada e a autora foi presa em flagrante e autuada por homicídio qualificado.

3 Comentários

  1. Se o Brasil fosse um país sério essa imundice iria fritar na cadeira elétrica, mas não, aqui bandido tem vez, e na cadeia é melhor tratado que muitas pessoas de bem que passam por dificuldade, tem banho de céu, comida, assiste televisão, banho quente, é isso que PSol e Petê construíram boa últimos anos, bandidos coitadinhos vítimas da sociedade, o inocente que foi torturado, a esse daqui a pouco todo mundo esquece, lamentável, e o pior é que eu e você temos que pagar para manter esse lixo em prisão.

    • Acha errado matar e você quer que ela seja morta? Pelo jeito você é um “lixo” igual a ela.

  2. Por enquanto ela vai para Tremembé, mas sua passagem para o INFERNO já foi comprada.

Comments are closed.