Um homem foi preso, na manhã desta terça-feira (24), suspeito de aliciar pessoas para trabalho escravo, em Salto. A prisão ocorreu durante uma ação conjunta, entre a Polícia Federal, Ministério Público do Trabalho e Ministério Público. Durante a operação foram apreendidos diversos gêneros alimentícios e veículos.

De acordo com informações da Polícia Federal (PF), os trabalhadores eram aliciados em suas cidades, e, posteriormente, eram submetidos a fornada exaustiva em situações degradantes de trabalho e hospedagem, configurando-se provável redução de tais pessoas à condição análoga à de escravo, cuja pena disposta no Código Penal é de 2 a 8 anos de reclusão.

Durante buscas na residência do suspeito foram apreendidas uma câmara frigorífica, quatro veículos usados para a distribuição e comércio e diversos produtos, que eram comercializados em cidades da região. Os produtos serão periciados pela polícia. O caso segue em investigação.

Créditos: Polícia Federal