Uma comunidade terapêutica que fazia o tratamento de dependentes químicos foi fechada na manhã desta quinta-feira (1), em Piedade. A interdição aconteceu após a solicitação da Polícia de Piedade que esteve no local e constatou irregularidades.

Segundo a Vigilância Sanitária, a comunidade terapêutica não oferecia o mínimo de recursos humanos aos pacientes, não tinha licença de funcionamento deste órgão, não mantinha responsável técnico no local, a estrutura de acomodação era inadequada e não oferecia alimentação adequada aos internos.

Além disso, existe a suspeita de abuso de menores, cárcere privado, entre outras possíveis irregularidades registradas na Delegacia de Polícia. Estavam internadas na comunidade 32 mulheres. Após ação de interdição, a Secretaria de Desenvolvimento Social está encaminhando os pacientes para os seus familiares.