Companheira de detento do CDP passa por médico para retirar maconha da vagina

Foto: divulgação

Uma mulher de 27 anos precisou ser encaminhada a uma unidade de saúde de Sorocaba para retirar invólucros de maconha que estavam introduzidos em sua vagina. O caso ocorreu neste domingo (17).

Segundo informações do Centro de Detenção Provisória de Sorocaba, a jovem iria visitar um detento, seu companheiro que está preso por tráfico de drogas. Ao passar pelo scanner corporal, uma servidora do CDP notou a imagem estranha em seu corpo.

Ao ser questionada, a visitante negou que estivesse com algo introduzido. Diante da situação a Polícia Militar foi acionada e a mulher foi encaminhada à UPA de Sorocaba onde passou por procedimento médico. Lá foi constatado que ela estava com invólucro introduzido em sua genitália com o peso de 0,072 kg. De lá, ela seguiu para o Plantão Policial Norte.

O preso foi isolado preventivamente e será instaurado procedimento administrativo pelo CDP para apurar responsabilidades.

2 Comentários

  1. Nao por que estas “antas” ainda fazem isso, e o truque mais velho do mundo !
    Tomara que peguei muitos anos por isso, para deixar de ser trouxa !

Comments are closed.