Casal alega ‘calote’ de loja de material de construção; caso vai parar na polícia

A Polícia Civil deve investigar uma loja de material de construção por estelionato em Sorocaba. Segundo o boletim de ocorrência registrado nesta segunda-feira (18), um casal teve prejuízo de R$ 800 após comprar um poste padrão de ligação de energia em uma empresa localizada na região da Vila Olímpia, Zona Norte.

Pedro Rodrigues Filho, 31 anos, relatou ter realizado a compra do produto no dia 5 de fevereiro, após ser informado pela proprietária do estabelecimento de que o material seria entregue até o dia seguinte. Entretanto, não houve cumprimento do prazo.

Houve um segundo contato com a dona da loja, porém não houve novamente a entrega. O casal, então, semana passada, registrou o caso no Procon, cancelou a compra e pediu a restituição do dinheiro que deveria ser efetuada em até três dias úteis. Também não cumprido.

Marlon Roberto, 35 anos, alega também ter sido lesado pela mesma empresa. Empreendedor do setor imobiliário, ele afirma ter comprado com sua esposa, em agosto de 2018, um poste padrão 3, no valor de R$ 2,4 mil, previsto para entrega em cinco dias. Ele cobrou a proprietária para entrega, mas nada foi feito. O empreendedor igualmente registrou o caso no Procon e entrou na Justiça contra a empresa. Segundo ele, o prejuízo em seu serviço chega a R$ 12 mil.

O Ipa Online consultou o Tribunal de Justiça e nele constam diversos processos contra a proprietária da loja, sendo um por indenização dano moral, um por rescisão de contrato e devolução do dinheiro, um por compra e venda, dois por perdas e danos morais e um por prestação de serviços.

A redação tentou contato por diversas vezes com a proprietária, porém ela não atendeu as ligações. Também ligou para a empresa, mas a informação é de que ela não se encontrava no local.

1 Comentário

Comments are closed.