O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), anunciou, durante divulgação na Câmara do balanço do seu primeiro ano de mandato, que o chamado Botão do Pânico será lançado na próxima quinta-feira (8), às 11h30, na prefeitura de Sorocaba.

O Projeto do aplicativo passou pelos últimos testes em meados de janeiro. O aplicativo faz parte do plano de governo de José Crespo que incumbiu a vice-prefeita Jaqueline Coutinho, por ser da área de segurança, a missão de tocá-lo. O Botão do Pânico é mais uma ferramenta que as mulheres com medidas protetivas terão, para se proteger de eventuais agressores.

Em Sorocaba são emitidos em média ao mês, de 30 a 40 medidas protetivas (distanciamento da vítima). Por meio desta medida, a vítima vai até o Cerem e se cadastra para poder ter acesso ao Botão do Pânico.

Equipes da Guarda Civil Municipal e do Cerem passaram por treinamentos para entenderem como funcionará o aplicativo, tudo com o monitoramento da secretaria de Planejamento e Projetos.

Jaqueline, que por muitos anos trabalhou a frente da Delegacia da Mulher manifestou o entusiamo com o projeto que certamente ajudará a combater crimes contra mulheres, “nós mulheres precisamos de ferramentas contra a violência de gênero, como policial a gente fica contente, porque ficamos na expectativa de que o número de casos venham a diminuir”, disse a vice-prefeita.

Como funcionará

Mulheres vítimas de violência doméstica receberão permissão para acesso de um aplicativo que simula o botão do pânico. O programa, assim que acionado, manda um alerta para o COI, na Guarda Civil Municipal, com a localização da vítima, fotos e informações sobre os envolvidos e começa a captar o áudio do ambiente.