Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Procurado por homicídio em Alagoas é preso em bairro de Sorocaba

Foto: divulgação
Postado em: 15/08/2020

Compartilhe esta notícia:

 

A Polícia Civil de Sorocaba (Deinter 7), por meio do Grupo de Operações Especiais (GOE), prendeu, nesta sexta-feira (14), por tráfico de drogas, um homem de 34 anos procurado pela Justiça do Estado de Alagoas.

 

Após a informação que o homem estaria na região de Brigadeiro Tobias, os policiais civis foram até o local e o encontraram trabalhando numa chácara, no bairro Genebra.

 

Durante a ação, que deu cumprimento ao Mandado de Prisão Preventiva expedida pela Vara do Juízo Único, da Comarca de São Sebastião (AL), descobriram que o acusado, procurado por homicídio, guardava em sua residência certa quantidade de entorpecentes.

 

Na casa, durante vistoria autorizada pela família, os agentes encontraram no quarto, embaixo do colchão de um berço, três tabletes de maconha e vinte e sete porções da mesma droga, totalizando 628,2 gramas, além de um cartucho íntegro de munição calibre 12. Indagado, ele confessou que a droga era sua. 

 

Levado para o Plantão Policial Norte, depois de autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas, o homem foi encaminhado para uma unidade prisional da região, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

Crime

 

Em Maio de 2014, o acusado e mais cinco comparsas assassinaram, em frente a uma escola municipal, um empresário do ramo de transportes. Um dos envolvidos, suspeitando que a vítima tivesse um caso com sua esposa, pagou para que os demais o matassem.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Moro critica ataques à Lava Jato, e Bolsonaro diz ter hoje um ministro ‘muito melhor’ na Justiça

Prefeitura de Sorocaba abre processo seletivo para contratação de Professor de Educação Básica II

Luto no teatro: morre Antunes Filho

Sorocabanos tomam posse nesta 6ª e devem eleger Rodrigo Maia para Câmara

Morre Otavio Frias Filho, 61, diretor de Redação da Folha de S.Paulo

Polícia investiga morte de mulheres na zona norte de São Paulo