Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeitura terá força-tarefa pós-finados para eliminar criadouros do Aedes em cemitérios

Postado em: 01/11/2019

Compartilhe esta notícia:

Em continuidade às ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em Sorocaba, a Secretaria da Saúde (SES), por meio da Divisão de Zoonoses, realizará uma força-tarefa para eliminar os focos da dengue em cemitérios após o feriado do Dia de Finados. A ação terá início na próxima segunda-feira (4) e contará com o apoio da Secretaria de Conservação, Serviços Públicos e Obras (Serpo).

De acordo com a SES, equipes da Zoonoses visitarão os cemitérios da cidade para remover pratos de vasos de plantas, vasos com água, papel celofane ou outros papéis plásticos, e quaisquer recipientes que acumulem água. A retirada dos criadouros visa combater a proliferação do mosquito na cidade e, consequentemente, da transmissão de doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.

Para a chefe da Divisão de Zoonoses, Thais Buti, a melhor forma de se evitar a dengue é combatendo os focos do Aedes aegypti, que são os locais com água parada, onde o mosquito transmissor da doença coloca seus ovos. “É importante que as pessoas não deixem acumular água parada em recipientes. O mosquito fêmea do Aedes aegypti é muito versátil na escolha dos criadouros onde deposita seus ovos, que são extremamente resistentes e podem sobreviver até mais de um ano sem água. Com a chegada das chuvas de verão, os criadouros se encherão de água, e esses ovos eclodirão e as larvas se transformarão no mosquito adulto, aumentando muito a infestação do vetor na cidade, e favorecendo a transmissão da dengue e outras doenças”, explica.

Orientação para o Dia de Finados

A Divisão de Zoonoses orienta a população para o Dia de Finados, celebrado neste sábado (2), para que levem flores sem sacos plásticos ou papéis celofane.

Outra medida importante é não utilizar pratos de vasos de plantas. O ideal é optar por vasos de plantas com furos embaixo, para escoar a água. Outra opção é o uso de flores artificiais, pois plantas naturais precisam de vaso com água. Essas medidas são de extrema importância para evitar criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Tio é preso suspeito de estuprar a sobrinha desacordada dentro de carro no Aparecidinha

Uniten abre inscrições para curso de inclusão digital para idosos

Festa de 66 Anos do Clube de Campo

Viagem de Bolsonaro aos EUA terá festa de Bannon e almoço com Trump

Corregedoria arquiva caso de GCM que usou arma de choque em paciente

Disney inscreve “Pantera Negra” na disputa por 16 indicações no Oscar