Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeito regulamenta mudança de Votorantim para a fase amarela

Secom Votorantim
Postado em: 07/08/2020

Compartilhe esta notícia:

Com a mudança de toda a região da fase laranja para a fase amarela, prevista no Plano SP e anunciada nesta sexta-feira (07) pelo governo do Estado, o prefeito de Votorantim, Fernando de Oliveira Souza, acaba de assinar novo decreto municipal (nº 6.014) adequando e regulamentando as regras de enfrentamento à pandemia de Covid-19 para o município. A atualização da fase passa a valer já a partir deste sábado (8), destacando que o governo estadual também prorrogou a quarentena até o dia 23 deste mês e, em Votorantim, a nova medida prorroga a quarentena por tempo indeterminado. 

O novo decreto municipal segue, portanto, a abrangência da fase amarela que prevê a retomada de atividades como por exemplo academias de ginástica, bares, restaurantes, eventos, entre outras, sendo que os salões de beleza, barbearias e afins já estavam liberados no município nesta semana. E ainda amplia para seis horas de funcionamento e para 40% o limite de capacidade nas atividades com atendimento presencial como serviços, comércio em geral, shopping centers, galerias e estabelecimentos afins, respeitados todos os protocolos de prevenção ao novo coronavírus. 

Desse modo, os shoppings e afins poderão adequar o horário de funcionamento de acordo com as suas características operacionais, desde que comuniquem previamente a Prefeitura. Já o comércio em geral está autorizado a funcionar de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h e, aos sábados, das 8h às 14h.
Com relação aos bares e restaurantes, o novo decreto permite o funcionamento com atendimento presencial, também com capacidade limitada a 40% do total do estabelecimento, por no máximo seis horas consecutivas, desde que seja ao ar livre ou em área arejada e até as 17 horas todos os dias da semana, respeitando-se os protocolos de prevenção.

Quanto à abertura das academias esportivas, centros de ginásticas e afins, a capacidade para funcionamento está limitada a 30%, com seis horas diárias no máximo fixadas a critério do estabelecimento, mediante prévio agendamento, devendo ser anotado o nome do aluno, a hora do início e do término da atividade. As aulas e práticas esportivas devem ser feitas exclusivamente de forma individual, sendo proibidas as atividades coletivas ou em grupo. 

O novo decreto prevê as regras e restrições adequadas para a realização de eventos, convenções e atividades culturais em geral. Para tanto, devem ser observados a capacidade limitada a 40% da capacidade total do local, por, no máximo, seis horas diárias, o controle de acesso de pessoas, respeitados todos os protocolos e os ingressos para as atividades somente poderão ser vendidos online. Também é proibida a realização do evento com público em pé e os assentos, pessoas ou eventuais filas devem guardar distância mínima, entre si, de 1,50m.

O atendimento presencial nos salões de beleza, cabeleireiros, barbearias, manicures, clínicas de estética e estabelecimentos afins, já autorizados pela Prefeitura a reabrir desde a última quarta-feira (5), também deverá obedecer, com este novo decreto, a capacidade limitada a 40% do estabelecimento.
Por fim, o novo decreto municipal prevê ainda a abertura ao público nos órgãos públicos municipais, cujo atendimento presencial deverá ser retomado no próximo dia 17 deste mês, com expediente das 13h às 17h. 

Protocolos a serem seguidos

O não cumprimento das medidas está sujeito às penalidades previstas em decreto anterior (nº 5.921, de 6/04/2020). 
Mantendo-se as normas de prevenção durante a pandemia, todos os estabelecimentos e atividades referidos neste novo decreto ainda devem seguir as seguintes normas e restrições:

- Disponibilizar, gratuitamente, álcool antisséptico em gel 70% para uso dos clientes, frequentadores, colaboradores e funcionários;

- Condicionar o ingresso e a permanência, no interior do estabelecimento, somente de pessoas usando máscaras faciais;

- Adotar medidas especiais visando à proteção de idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas ou imunodeprimidas, conforme as recomendações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde;

- Impedir aglomeração de pessoas;

- Promover rigoroso controle de acesso às suas dependências e do fluxo de entrada e saída de pessoas, objetivando evitar qualquer aglomeração de pessoas;

- Afixar, em local visível e preferencialmente junto à entrada do estabelecimento, a(s) placa(s) fornecida(s) pela fiscalização municipal, informativas da capacidade máxima de pessoas admitida no local;

- Em locais onde eventuais filas poderão surgir, dentro ou fora do estabelecimento, demarcar o piso com sinalização apta a garantir o distanciamento, entre as pessoas, no mínimo de 1,50m;

- Promover frequente higienização de todas as superfícies, objetos, equipamentos e instrumentais passíveis de toque ou contato, pelas pessoas;

- Obedecer a outros protocolos que eventualmente venham a ser expedidos pelas autoridades sanitárias, nas esferas federal e estadual.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Equipes de UBSs visitam 497 famílias de Sorocaba em áreas com vulnerabilidade para orientar contra a Covid-19

Região de Sorocaba recebe programa gratuito de promoção ao empreendedorismo feminino entre produtoras rurais

Ouvidoria Geral do Município informa que número 156 está inoperante

Dois detentos em regime semiaberto fogem de penitenciária em Porto Feliz

Alexandre Baldy volta ao trabalho no governo Dória e visita obras do monotrilho

Saiba tudo que já foi cancelado na cultura por causa do Coronavírus