Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

O velho e o menino, história da vida Real - veja o artigo de Vanderlei Testa

Postado em: 08/02/2020

Compartilhe esta notícia:

Por Vanderlei Testa

Circulando pelas ruas de Sorocaba uma perua de tradicional padaria do Alto da Boa Vista tem na sua traseira uma frase no mínimo atraente: “Faça da sua vida uma aventura fértil”. Na parte inferior o nome do autor do livro “O Velho e o Menino”, Roberto Tranjan. Curioso, fui atrás da frase e da história. Consta como um livro de autoajuda em seu gênero, e primeira publicação em 18 de outubro de 2017. Nas palavras da promoção do livro, há um apelo que diz: ”Quer viver uma vida cheia de plenitude e significado? Abandone o medo de ousar e encontre a coragem de realizar a companhia do velho Tafuí. Ele e outros personagens encantadores vão conduzi-los para que você nunca mais se sinta sozinho nessa aventura que é a vida”.

Sobre o livro paro aí, por enquanto. Quero, no entanto, manter o tema com a iniciativa do José Vicente de Souza e sua família em estampar a frase na perua. A história da Padaria Real começou com uma aventura fértil plantada nas colheitas de trigo. Foi com a farinha branca e muito trabalho que os irmãos, inspirados pelos pais,  José Vicente de Souza e Carlos Alberto de Souza iniciaram em 1957 esse empreendimento comercial em um pequeno salão no centro de Sorocaba. Eles nunca tiveram medo de ousar. O testemunho de vida de dona Nenê e do seu José, pais exemplares na educação dos filhos, levou os dois irmãos a enfrentarem o desafio de transformar a farinha de trigo e seus ingredientes necessários para produzirem pão com qualidade.  A conquista dos primeiros clientes nos balcões da padaria modesta na esquina da rua da Penha com a rua Moreira Cesar simbolizava naquela época uma realeza pelo nome e simplicidade pelas instalações.

A criatividade dos irmãos Souza surpreendeu os moradores da região central  em pouco mais de cinco anos de atividades, inovando na satisfação aos clientes. A população era acostumada  a comprar pães apenas no período da manhã, tradicionalmente um hábito do brasileiro. Depois de longas horas de observações do mercado e visando surpreender, os irmãos José Vicente e Carlos Alberto lançaram a moda do “pão quentinho a toda hora”. Imaginem os leitores, como vocês se sentiriam nos anos 60 em ter essa inovação. Essa atitude mudou uma história das padarias em Sorocaba. Foi concretizada posteriormente com outra novidade, em 24 horas de atendimento na janelinha da madrugada da Real. As pessoas saiam dos bailes e festas e passavam na famosa “janelinha” para ter pães quentinhos.  Eu fui dezenas de vezes  na janelinha da Real buscar esse alimento sagrado que faz parte da oração do Pai Nosso.

O Roberto Tranjan foi certeiro em afirmar “faça da sua vida uma aventura fértil”. Ainda hoje, quando vou a uma das padarias comandadas pelo amigo José Vicente  sinto na organização e expansão adquirida nestes 63 anos de atividades no comércio de pães e “muito mais que pães”, como diz o seu slogan, uma aventura vitoriosa a ser comemorada. Exemplo é a coxinha de frango com catupiry que conquistou o Brasil com a sua fama de ser a melhor do país.  A atual marca registrada está com a estampa do rosto em grafismo do José Vicente de Souza nas fachadas e material de identificação da Real. É na verdade o registro humano dos irmãos Souza e seus pais, ícones de uma geração que não passou por esta vida apenas para respirar e viver, mas que produziu amigos e clientes, desenvolvimento e esperança através das sementinhas de trigo.

Vanderlei Testa jornalista e publicitário escreve aos sábados no www.facebook.com/artigosdovanderleitesta, www.jornalipanema.com.br/opiniões/ www.blogvanderlitesta.com

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Gripe A: recém-nascido morre de H1N1; primeiro óbito registrado em Itapetininga

Suzane Richtofen tem pedido de liberdade negado por Justiça de SP

João de Deus: Federação Espírita condena atendimentos individuais após denúncias

Prefeitura rescinde com empresa de TV indoor e aplica multa por falha na execução contratual

Ministério da Saúde aprova volta do futebol, mas cita testes "saturados"

Sorocaba registra primeira morte por dengue e tem mais de 1.100 casos