Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Flávio Bolsonaro não soube de vazamento de operação da PF contra Queiroz, diz defesa

Jovem Pan News
Postado em: 20/07/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

A defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse nesta segunda-feira (20) que o parlamentar não teve conhecimento sobre o suposto vazamento de informações da Operação Furna da Onça, da Polícia Federal (PF), deflagrada em 2018 para apurar desvios na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O senador prestou depoimento ao procurador Eduardo Benones, do Ministério Público Federal (MPF), em Brasília, na condição de testemunha. Antes de ser eleito para o Senado, Flávio Bolsonaro ocupava o cargo de deputado estadual.

A investigação sobre o suposto vazamento foi aberta após o empresário Paulo Marinho afirmar que um delegado da PF teria antecipado informações sobre a investigação a Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio na Alerj. Marinho é suplente do senador e pré-candidato à prefeitura do Rio nas eleições deste ano. 

De acordo com a advogada Luciana Pires, nunca chegou ao conhecimento do senador nenhuma informação sobre a Operação Furna da Onça. “O depoimento durou meia-hora, 40 minutos. As perguntas foram no sentido se o senador obteve alguma informação sobre o vazamento da Furna da Onça. Ele respondeu categoricamente que não, nunca teve essa informação”, afirmou. 

Ao deixar o Senado após o depoimento, Flávio Bolsonaro disse que Marinho quis levantar suspeitas contra ele para se promover. “Isso aí é página virada. Espero que o Ministério Público do Rio e a Polícia Federal tomem as providências com relação as mentiras que ele inventou”, afirmou.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeitura promove regularização fundiária a moradores de Aparecidinha

Kit merenda será distribuído para todos os 60 mil alunos da rede municipal, anuncia Manga

Justiça decide manter prisão de motorista de aplicativo acusado de estuprar passageira

Prefeitura e Urbes vão ao TRT para tentar garantir volta dos ônibus

´A vontade é encher tua boca com porrada´, diz Bolsonaro após repórter perguntar sobre Queiroz

Prazo para emendas ao projeto da LDO vai até 11 de dezembro