Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Doria pedirá R$ 350 milhões a Bolsonaro para obras contra enchentes em SP

Arquivo / Folhapress
Postado em: 14/02/2020

Compartilhe esta notícia:

Artur Rodrigues, da Folhapress

O governador João Doria (PSDB) afirmou nesta sexta-feira (14) que pedirá R$ 350 milhões ao governo Jair Bolsonaro para obras contra enchentes. Ele afirma que tem certeza que a União não vai virar as costas para os brasileiros. 

Durante o período de chuvas, Doria estava em viagem a Dubai, para a abertura oficial de um escritório do governo de SP para fomentar o intercâmbio comercial com o Oriente Médio. Essa foi a primeira entrevista coletiva dele após as enchentes que tomaram a Grande SP e cidades do interior. 

De acordo com o governador, ele vai a Brasília fazer um pedido de verba a fundo perdido para fazer cinco piscinões na região metropolitana -isso quer dizer que a obra seria bancada pelos cofres federais, não por meio de financiamento.

"Tenho certeza de que o governo federal não vai virar as costas aos brasileiros de São Paulo. Tem 46 milhões de brasileiros vivendo no estado de São Paulo, o estado que mais contribui com impostos na união e o que menos recebe", afirmou. 

No ano passado, o estado investiu apenas R$ 300 milhões de R$ 759 milhões reservados para infraestrutura hídrica, combate a enchentes e saneamento. 

O vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou que o gasto abaixo do previsto se deve a um orçamento irreal deixado pela gestão Márcio França (PSB). "Tínhamos um orçamento que não era real, investimos aquilo que existia", disse Garcia. 

O governo afirmou que as chuvas desta semana deixaram 408 desabrigados, 1528 desalojados e sete mortes no estado de SP, todas no interior. 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em reunião com empresários, Doria propõe que Dia das Mães seja adiado para agosto

As melhores séries da década

Senado aprova fim de carência de planos de saúde para emergência

Dia do Motorista é momento de reflexão sobre a mobilidade urbana

Após lamentar mortes em baile funk, Doria elogia política de segurança 

Chega a 10 o número de mortos em tiroteio em escola de Suzano; Doria decreta luto