Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Corpo de homem morto a tiros por bandidos dentro de casa é sepultado

Postado em: 16/06/2019

Compartilhe esta notícia:

O corpo do homem morto a tiros por bandidos durante um assalto à casa dele durante a madrugada de sábado (15), no Jardim Itanguá 2, foi sepultado durante a manhã deste domingo (16), em Sorocaba.

O sepultamento de Gerson Brizola da Cruz, 42 anos, ocorreu no Cemitério Santo Antonio, por volta das 8h30. Seu velório ocorreu na Ossel Jardim Simus.

Por meio das redes sociais, vários amigos e conhecidos lamentaram sua morte. Em uma das postagens, Gerson é lembrado como “pai de família, trabalhador e amigo”.

O caso

Segundo a Polícia Militar, a esposa da vítima relatou que estava dormindo com o marido, quando, por volta das 3 horas, ouviram barulho em casa. Gerson chegou a acordar e levantou para ver o que estava ocorrendo, quando os assaltantes entraram no quarto do casal e atiraram na cabeça do homem.

Na casa os policiais encontraram parte dos pertences separados pelos bandidos para serem roubados. Entretanto, os criminosos fugiram sem levar nada. Vizinhos disseram à PM que viram três pessoas suspeitas pulando o muro da residência alvo do crime e fugindo em seguida.

O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para socorrer Gerson Brizola da Cruz, mas sua morte foi constatada no local.

O caso foi registrado no Plantão Policial Norte como latrocínio (roubo seguido de morte). Quem tiver informações sobre os assaltantes pode ligar para o Disque Denúncia 181 – não é necessário se identificar.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

“Violência sexual, ameaças e agressões”, lutadoras choram ao falar sobre ex-professor

Motorista bêbado na contramão causa acidente e mata homem em rodovia

Rede Luminova abre as portas em Sorocaba

Fiscalização da Prefeitura fechou 10 comércios hoje; Desde o dia 29, foram 285

Colunistas do programa de Sônia Abrão são afastados após briga com ameaça de morte

Toffoli obriga Lava Jato a compartilhar todos os dados com a PGR