Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bolsonaro: É impossível governar o Brasil se a Câmara mantiver decisão sobre reajuste

Jovem Pan News
Postado em: 20/08/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira, 20, ser “impossível” governar o país se a Câmara dos Deputados mantiver a decisão do Senado Federal sobre o reajuste de salários de servidores durante a pandemia do novo coronavírus. O Ministério da Economia calcula que, se confirmada pelos deputados federais, a derrubada do veto presidencial ao reajuste compromete uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões.

"Ontem [quarta], o Senado derrubou um veto que vai dar prejuízo de R$ 120 bilhões para o Brasil. Eu não posso governar um país se esse veto [não] for mantido na Câmara… É impossível governar o Brasil, impossível. É responsabilidade de todo mundo ajudar o Brasil a sair do buraco”, disse o presidente a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Em uma derrota para o governo, os senadores derrubaram na quarta-feira, 19, o veto do presidente à medida que permite reajuste salarial para algumas categorias do funcionalismo público até o fim de 2021. A proposta foi aprovada pelo Congresso dentro do socorro financeiro a Estados e municípios, mas acabou barrada pelo Palácio do Planalto. 

O veto passará por votação na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira, 20. Somente após essa votação é que a decisão vai ser definitiva no Congresso Nacional. Após decisão dos senadores contrária ao veto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Senado deu “um péssimo sinal” e classificou a decisão como “um crime”. 

“Pegar dinheiro de saúde e permitir que se transforme em aumento de salário para o funcionalismo é um crime contra o país”, disse. “Colocamos muito recurso na crise da saúde, e o Senado deu um sinal muito ruim permitindo que justamente recursos que foram para a crise da saúde possam se transformar em aumento de salário. Isso é um péssimo sinal. Temos que torcer para a Câmara conseguir segurar a situação”, afirmou Guedes.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Fundec recebe inscrição para cursos de música até 26 de maio

Supermercados em SP têm alta na procura por álcool em gel

Ministro do STF pede que Anvisa dê informações sobre estágio de vacinas de covid-19

Justiça determina que governo de SP garanta visitas virtuais a presos

Votorantim investiga primeira morte suspeita pelo novo coronavírus

Vacina adaptada a variantes pode levar até 9 meses, diz AstraZeneca