Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bandidos invadem escola municipal e afrontam em pichação: ´polícia dorme´

Foto: reprodução
Postado em: 05/08/2020

Compartilhe esta notícia:

Uma escola municipal localizada no Conjunto Habitacional Ana Paula Eleutério foi alvo de invasão, furto e vandalismo nesta noite de terça-feira (4). Os criminosos ainda picharam as paredes da unidade com as palavras ´polícia dorme´. 

 

Veja mais fotos abaixo

 

A escola invadida foi a “Prof. Ana Cecilia Falcato Prado Fontes”. Imagens mostram armários revirados e latas de tinta em spray espalhadas pela unidade. Aparelhos eletrônicos foram furtados pelos bandidos. 

 

Os vândalos picharam também vidros da escola. 

 

 

O Ipa Online pediu para a Prefeitura de Sorocaba uma nota a respeito do caso e aguarda posicionamento da mesma. 

 

Mais informações a qualquer momento.

174826c8-530a-4be3-8816-0fe728ed8fb4 19fd4407-1245-4fab-9641-b28d0650d7a3 e04ede0c-c956-4a28-b63b-ba75a8ce5446 f6e666c6-a53e-4395-8437-e24ea2d8b8a7

 

Reforço na segurança das escolas

 

A prefeita de Sorocaba Jaqueline Coutinho (PSL) explicou o projeto "Protege Escola" durante entrevista na Jovem Pan Sorocaba, na semana passada.

 

Conforme Jaqueline, a ideia, a princípio, é de colocar servidores municipais como vigias das escolas e creches para coibir esses crimes. Para isso, a prefeitura está estudando se pode deslocar o servidor a essa função. "Caso não possam, iremos terceirizar o serviço", destacou.


A prefeita explica como funcionaria o serviço de vigilância: "o vigia ou terceirizado vai ter um aparelho celular, um aplicativo. Se tiver qualquer movimento suspeito, a viatura mais próxima vai atender o chamado, parecido com o antigo Botão do Pânico, chamado hoje de Protege Mulher", esclareceu ela. 


Questionada sobre colocar um Guarda Civil Municipal em cada uma das 166 escolas municipais, a prefeita respondeu que não tem efetivo para tal ação. "Não seria possível porque se a gente faz isso, colocamos outras ações de patrulhamento em uma situação vulnerável. A figura do vigia, de segurança é a que mais se adequa".


Em reunião com os respectivos titulares, Wanderley Acca e Marcelo Carriel, a prefeita pediu para que se viabilize a utilização de servidores municipais num sistema de vigilância patrimonial das unidades escolares fazendo com que os espaços, cotidianamente, contem com a presença de duas pessoas durante as noites e, aos finais de semana, as 24 horas do dia. "E isso não é pra hoje. É pra ontem", disse Jaqueline ao recordar os números apresentados pelo secretário Carriel de 143 ocorrências registradas contra escolas, entre invasões, furtos e  danos ao patrimônio.


A medida, segundo a prefeita, será a imediata, justamente, pela possibilidade que há de contar com servidores nesses espaços. Na sequência deve vir a contratação de um serviço de alarme, vídeo-monitoramento e vigilância em, pelo menos, 40 unidades. Neste sentido, foi solicitada a elaboração de um termo de referência para que se possa avançar em um processo licitatório. "Nós vamos ter que reprimir todas essas ocorrências. Não é possível que a população fique sofrendo ainda mais com a criminalidade. Não é só a prefeitura que perde. É cada cidadão que precisa por seu filho na escola, que depende do município para cuidar de suas crianças e vê todo um trabalho, literalmente, jogado ao chão", desabafou.


Protege Escola


Já em estruturação, este programa recebeu o nome de "Protege Escola" e a permanência de servidores públicos nas escolas deveria ocorrer em sistema de rodízio a partir dessa semana. Os locais onde os profissionais ficarão não será divulgado enquanto estratégia de trabalho. Cada servidor contará com um telefone celular onde, por meio de aplicativo, poderá solicitar o auxílio da Guarda Civil Municipal (GCM) imediatamente.


De acordo com Jaqueline Coutinho, seu funcionamento se dará nos moldes do aplicativo de proteção à mulher cuja resposta da GCM é muito efetiva. "O servidor aciona o botão e a viatura que estiver mais próxima dá assistência", completou Carriel,  lembrando que a chamada entra sempre pelo Centro de Operações Especiais e Inteligência (COEI) que comanda às viaturas em serviço pela cidade.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeitura divulga lista de comércios que podem voltar a funcionar durante quarentena

Caixa abre 3 agências neste sábado em Sorocaba para saque de auxílio emergencial e FGTS

Vigilância Sanitária orienta sobre testes da Covid-19 em farmácias de Sorocaba

Vídeo mostra trio armado que assaltou farmácia na avenida São Paulo

Caso Mariana Ferrer: Julgamento termina com sentença inédita de ‘estupro culposo’

Sem documentação exigida, Anvisa não vai liberar vacina do Butantan contra Covid-19