Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Autódromo de Ímola vai ganhar mural de Kobra em homenagem a Senna

Postado em: 01/05/2019

Compartilhe esta notícia:

Marcos Guedes, FOLHAPRESS

O artista paulistano Eduardo Kobra, 43, foi convidado a fazer um mural em homenagem a Ayrton Senna no autódromo de Ímola. Foi no circuito italiano que o piloto brasileiro morreu, em 1º de maio de 1994, há 25 anos.

Fã do tricampeão, o aclamado muralista colocou o trabalho como prioridade e já preparou dois projetos. Ele discute com a administração do autódromo qual dos desenhos será transportado à Itália por suas mãos talentosas.

“Uma das imagens é, na verdade, uma sequência de imagens que mostram o Senna desde a época de criança até a fase adulta. A outra possibilidade é um detalhe de um movimento dele no carro, no qual é possível identificá-lo”, explicou o artista à reportagem.

Ele fez questão de dizer que buscará a autorização do Instituto Ayrton Senna, gerido pela família do piloto, antes de levar o plano adiante. Não deve ser um problema, uma vez que a relação é boa e já rendeu outros murais em homenagem ao craque das pistas.

“Deve ser um dos personagens com mais trabalhos meus: foram seis ou sete. Existe essa conexão. Fui convidado para fazer cerca de 30 trabalhos no exterior neste ano, e não dá para fazer tudo. Mas Ímola é um dos que quero muito fazer”, afirmou.

Retratar o ídolo já virou um hábito de Kobra, que começou a pintar murais do piloto em 1993. Mais recentemente, já com acesso a imagens do acervo da família, preparou um painel em grafite em São Paulo, em 2015, na rua da Consolação, e outro no Rio de Janeiro, perto dos Arcos da Lapa, em 2016.

“Ele inspirou todos os brasileiros. Nunca fui amante de F-1, para confessar, mas sou fã da pessoa Senna: a questão da humildade, a simplicidade. Ele batalhou tanto pelo trabalho dele, persistiu, perseverou, lutou. E, mesmo depois de tantas vitórias, conseguiu manter a conexão com as pessoas”, disse o artista.

Em Ímola, Eduardo Kobra terá como tela a fachada do museu Checco Costa, que fica dentro do autódromo, bem pertinho do grid de largada. O que hoje é uma parede vermelha lisa, com cerca de 100 metros quadrados, ganhará outras cores.

O muralista pretende ir à Itália em julho para conduzir o trabalho. Depois disso, quem visitar o circuito -que deixou a F-1 em 2006, mas recebe provas de diversas outras modalidades automobilísticas- poderá ver os traços característicos de Kobra em alguma versão do campeão Senna.

width=1679
O acidente de Senna – Há 25 anos, piloto brasileiro morreu após batida em Ímola. (Editoria de Arte/Folhapress)

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Câmara mantém comissões em sessão marcada pela ausência da prefeita Jaqueline Coutinho; fato não ocorria há 7 anos

Árvore cai em avenida que liga Sorocaba a Votorantim e atrapalha tráfego de veículos

“Gambiarra” de Crespo para aprovar empréstimos não convence vereadores

Outras gripes mataram mais do que Coronavírus, diz Bolsonaro

Câmara aprova que agressor pague SUS por vítima de violência doméstica

Criminosos brasileiros criam o Primeiro Comando da Massachusetss nos EUA