Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Anvisa vai vistoriar fábricas das vacinas Covaxin e Sputnik V em março

Foto: Agência Brasil
Postado em: 15/02/2021

Compartilhe esta notícia:

As fábricas de duas vacinas contra o novo coronavírus serão inspecionadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no início de março. O órgão anunciou no sábado (13) à noite que vai vistoriar as instalações de produção da Coxavin, desenvolvida por um laboratório indiano, e da Sputnik V, criada na Rússia, mas em fabricação no Brasil.


As informações são da Agência Brasil.

 

Nenhum dos dois imunizantes tem pedido para uso emergencial ou aplicação em massa no país. No entanto, a inspeção das fábricas antes do pedido formal acelera o processo de análise e de aprovação para a aplicação no Brasil.



Em relação à Coxavin, a Anvisa anunciou que a inspeção será feita entre 1 e 5 de março na instalação da Precisa Farmacêutica, representante do laboratório indiano Bharat Biotech no país. A vistoria na fábrica da União Química, parceira brasileira do Instituto Gamaleya, da Rússia, está marcada para 8 a 12 de março. A fábrica da União Química fica em Guarulhos (SP).



Caso as fábricas estejam de acordo com os padrões da Anvisa, receberão o Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF). No último dia 8, a Pfizer/Biontech, pediu o CBPF para três locais de fabricação. O laboratório tem outras quatro fábricas certificadas pela Anvisa.


Atualmente, além da Pfizer, os produtores de três vacinas – AstraZeneca, Janssen e CoronaVac – têm fábricas aprovadas pela Anvisa. No entanto, somente as vacinas da AstraZeneca e CoronaVac estão com o uso emergencial liberado pelo órgão. Entre o fim de janeiro e o início de fevereiro, os produtores da AstraZeneca e da vacina da Pfizer pediram o registro definitivo à agência.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Pelo segundo ano, Amazônia será tema de Bolsonaro em discurso na ONU

Exame do Vestibulinho das Etecs ocorre neste domingo (16)

Casal é preso por tráfico de entorpecentes próximo de escola infantil na Zona Norte

Estado de SP inicia projeto para rastrear quem teve contato com infectados pelo novo coronavírus

Mais de 30 mil diabéticos são atendidos pela Prefeitura de Sorocaba

Ativista social que ajudava vítimas de abusos de João de Deus se suicida