Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Adriana Negrini, uma vencedora nas letras

Postado em: 12/05/2019

Compartilhe esta notícia:

Por Vanderlei Testa

Adriana Negrini é uma mulher vencedora. Já foi colega de trabalho. Sempre atuante e uma líder nata, tem em si a inspiração de uma poetiza, o olhar de colunista social, a imagem de uma pessoa virtuosa.

Entre tantas virtudes, ser mãe é a maior de todas. Tem aquele orgulho infinito dos filhos. Coleciona certificados de méritos conquistados em sua trajetória em Sorocaba. Entre eles, o concedido pela Câmara Municipal de Sorocaba através do Anselmo Neto, pela conquista da enquete popular na categoria de Melhor Poetiza 2018  do Jornal ROL- Região Online.

Também no mesmo segmento da comunicação, conquistou os votos de congratulações  por ser a ‘Melhor Colunista Virtual’.

E da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes, FEBRACLA, um diploma assinado pelo Príncipe Alexandre da Silva Camêlo Rurikovich Carvalho presidente da entidade. Ganhou medalhas e nas honrarias o reconhecimento de cidadã.

Sua saudosa mãe NydiaMaria Marsola Negrini deixou este mundo no final de março. Suas amigas e amigos manifestaram esse amor que a Adriana sempre viveu ao lado da progenitora.

Em palavras de carinho dos amigos na sua despedida, surgiram as frases: “a mãezinha está radiante no outro plano”, dizia Angelo Viana.

Ana Maria Pongitor na missa de sétimo dia no dia 4 de abril na Igreja São Paulo Apóstolo, em orações, dizia da maravilhosa liturgia de agradecimento pela vida da Nydia. E assim, nessa caminhada de alegrias e tristezas de perdas queridas, a Adriana não esmorece e segue adiante na sua saga de escritora da natureza.

Entre as suas reflexões, destaco: “cultivar um jardim com carinho, faz brotar flores de amizade, no nosso coração. E se soubermos ter o cuidado de todos os dias regá-lo, e arrancar aquilo que pode destruir sua beleza, certamente, teremos flores o ano todo. Com amor, paciência e dedicação, essas flores sempre sorrirão mesmo em dias de tempestades”.

A paixão pela leitura veio de criança na história da Adriana. A coleção “O mundo da Criança” faz parte da infância como o primeiro livro.

O tempo passou e nunca parou de escrever seus acrósticos, com nomes de pessoas da família e amigos. A primeira poesia nasceu pra valer em 1978, há 41 anos.

Como psicopedagoga e amante de fotografias, faz desse hobby, uma parceria de imagens e textos artísticos. Toda a sua emoção vai ao papel e a rede social. Atenta ao patrimônio histórico de Sorocaba, Adriana relembra a memória de um lugar onde eu frequentei  em toda a minha infância e juventude. O Cine Eldorado na rua Cel. Nogueira Padilha.

E fechando o circuito de premiações, chegou uma das maiores honrarias da Adriana vinda de Ouro Preto, Minas Gerais. E nas palavras dela: “Puxa!!!! Este mês está sendo meu!!! Olhem só!!

Acabei de receber mais uma certificado, de Ouro Preto, “os cem melhores poetas lusófonos”, junto um livro, com os melhores poetas anteriores, e os de agora, junto com uma pedra me parabenizando!!!

Como não se emocionar?. Pois é amiga Adriana, e a última de abril é você aqui nos meus artigos semanais com a sua história e testemunho.

 

width=2576

Vanderlei Testa é jornalista e publicitário

@artigosdovanderleitesta

www.jornalipanema.com.br coluna Opiniões, publica semanalmente aos sábados os artigos do Vanderlei Testa.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

GCM impede furto em escola estadual do Parque São Bento

Justiça decreta nova prisão de João de Deus desta vez por posse ilegal de arma

Após cirurgia, Bolsonaro passa o dia em repouso em São Paulo

Justiça obriga São Roque a regredir para a Fase Vermelha da quarentena

Coronavírus: mais de 30 pessoas mortas são retiradas de dentro de casas na capital

Sorocaba tem 1 novo óbito e mais 57 casos confirmados de Covid-19