Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Abordagem da GCM em ambulante de Sorocaba vira assunto nacional no Twitter: "truculência"

Foto: reprodução/vídeo
Postado em: 09/12/2019

Compartilhe esta notícia:

A abordagem da Guarda Municipal feita em uma mulher vendedora ambulante de água, em Sorocaba, se tornou um dos principais assuntos comentados no Twitter, durante este último domingo (8). 

 


Somente nesta rede social, o vídeo foi visualizado 160 mil vezes. Internautas criticaram a ação dos guardas e a classificaram como "truculenta". 

 

Testemunhas revoltadas com a forma da abordagem gravaram a cena. Pessoas presentes tentam defender a vendedora, que recebe uma chave de braço dos agentes e cai ao chão. Uma jovem tenta se aproximar da detida e é empurrada por um dos GCMs. Há tumulto no local. 

 

O caso ocorreu no Centro de Sorocaba, na rua Barão do Rio Branco, esquina com a rua José Bonifácio. 

 

 

Veja alguns tweets

 

 

 

 


Corregedoria vai investigar caso


A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PDT), determinou que a Corregedoria Municipal se inteire dos fatos que envolveram uma ação da Guarda Civil Municipal (GCM) no sábado (7).

 

 

 

O caso envolve GCMs que detiveram uma vendedora ambulante, na região central da cidade, depois de resistir à apreensão de suas mercadorias e desacatar a equipe.

 

 

 

De acordo com o comandante da GCM, Marcos de Carvalho Mariano Machado, em operação na área central, uma equipe patrulhava a pé o calçadão da Barão do Rio Branco, esquina com a rua José Bonifácio, quando se deparou com uma mulher praticando o comércio ambulante, momento em que lhe foi dada uma ordem legal para que entregasse a mercadoria para ser apreendida. A mesma recusou-se a entregar e ainda desafiou os GCMs que ali estavam, dizendo “não vou entregar, pega se você tiver coragem”.

 

 

 

Conforme Mariano, a mulher "resistiu e não permitiu que o material fosse apreendido, e passou a instigar a população a se voltar contra os GCMs, gritando palavras de baixo calão, impropérios e ofensas".

 


Diante do desacato praticado contra os GCMs, foi dada voz de prisão. "No momento da detenção a senhora resistiu, jogando-se no chão, sendo necessário o uso de força moderada para detê-la, e diante da resistência e da agressividade, foi necessário ainda o uso de algemas para preservar a sua integridade física e a dos agentes envolvidos".

 

 

 

Após a detenção, a mulher foi encaminhada à Delegacia de Polícia.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro chama de ‘balela’ dados sobre vítimas da ditadura

Polícia Militar detém pela 4ª vez adolescente por tráfico de drogas na Zona Norte de Sorocaba

Pandemia leva hospitais a afastarem mães e pais de prematuros nas UTIs

"Serial killer" de Votorantim é condenado a 18 anos de prisão por um de seus crimes

Casal é vítima de sequestro e roubo após marcar encontro para ver veículo anunciado em site

No Nordeste, Bolsonaro afaga líder do centrão, inaugura adutora e provoca aglomeração