Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba registra 71 casos de violência contra menores no primeiro semestre

Postado em: 27/08/2018

Compartilhe esta notícia:

Fortalecer as campanhas de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes é o objetivo da ação desenvolvida pela Prefeitura de Sorocaba, por meio das Secretarias de Igualdade e Assistência Social (Sias), que levará informações aos cidadãos sorocabanos para destacar a importância de prevenir este tipo de violência.

Alguns levantamentos realizados pela Sias, com informações da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), mostram que entre janeiro e julho deste ano, foram notificados 71 casos envolvendo vítimas de violência sexual, praticados contra crianças ou adolescentes. Destes números, apenas 21% dos jovens agredidos não conheciam seu agressor. Os demais, mantinham relações de parentesco ou amizade com ele, tendo a agressão, ocorrido muitas vezes no próprio núcleo familiar.

Segundo os dados, é possível constatar, que, 33% das vítimas que sofreram agressão têm idades entre 11 e 14 anos; 24%, entre 7 a 10 anos; 20%, entre 4 a 6 anos; 18%, entre 0 a 3 anos; e 3%, entre 15 a 17 anos. Quanto aos autores da violência, apenas uma mulher foi identificada como agressora neste período.

De acordo com a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da Zona Norte, Valquíria Furlan, inicialmente, a ideia da campanha é reunir profissionais das redes municipais, como escolas e postos de saúde, nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) também da Zona Norte. “Será uma troca de conversas”, explica. Além disso, como forma de intensificar ainda mais o projeto, a Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom) contribuirá com a veiculação de diversos materiais de orientação, como distribuição de folhetos, banners e cartilhas.

Para Valquíria, a ação é importante para promover a conscientização sobre esta questão. “Este é um tema que costuma mexer com as emoções de todos, muitas vezes, até com o medo de denunciar. Por isso, a importância é prevenir vidas e proteger as crianças e os adolescentes”, declara.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

“Uma Aventura Lego 2” e indicados ao Oscar chegam aos cinemas da região

Presidente do Sindicato se defende de acusações de advogado do prefeito

Justiça obriga São Roque a regredir para a Fase Vermelha da quarentena

Na Ipa FM, Dini afirma que analisará "caso a caso" ausência de vereadores em sessão

Não quis ofender e peço desculpas, diz Guedes após chamar servidor de parasita

Grupo organiza para sábado manifestação por justiça a locutor morto por PM