Uma agência da Flórida abriu uma investigação sobre acusações de crueldade contra animais após um advogado ter postado um vídeo de si mesmo jogando um guaxinim de seu barco no Golfo do México.

O guaxinim teria aparecido rosnando e assobiando no barco do advogado de Clearwater, Thomas Cope, a cerca de 32 quilômetros do Golfo do México, disse Cope ao jornal Tampa Bay Times.

Cope postou o vídeo no Facebook mostrando o guaxinim caindo do barco na água, enquanto a voz de um homem pode ser ouvida dizendo: “Até logo, otário”.

Cope mais tarde emitiu um pedido de desculpas por suas ações, dizendo que gostaria de ter devolvido o animal à costa, mas que ele estava “correndo ao redor do barco sibilando e rosnando”.

Guaxinins podem nadar, e o animal é mostrado pisando na água no vídeo, mas não está claro se um seria capaz de nadar 20 milhas (cerca de 32km) de volta à costa ou como teria que fazer para sobreviver neste caso.

Usuários das mídias sociais condenaram ativamente o comportamento exibido no vídeo, com uma pessoa escrevendo nos comentários: ‘Não vejo assobios nem rosnados, vejo apenas você agir como um imbecil, ao xingar o animal de otário. F***- se, cara.

A Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida disse em um comunicado que soube do vídeo em 8 de maio e iniciou uma investigação e que “esses atos vis de crueldade contra animais” são intoleráveis.

O Daily Mail deixou uma mensagem para Cope buscando comentários adicionais, mas não recebeu imediatamente uma resposta.

A investigação do incidente com o guaxinim continua aberta e em andamento. (ANDA » Agência de Notícias de Direitos Animais)

 

2 Comentários

  1. Deviam jogar ele ao mar para ver se iria nadar ate local seguro. Mas la ele deve ser punido pois a Lei e mais severa e cumprida.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here