Faculdade de Direito da USP terá disciplina sobre Direitos Animais

Gabriel Bitencourt

Acostumado a navegar em sites e redes sociais de meio ambiente e me deparar quase sempre com notícias negativas, hoje tive uma boa surpresa.

Através de um link enviado por uma amiga cheguei a um artigo cujo teor é resumido no título acima.

Seria verdade? Sim, verdade!

Que notícia boa!

O texto afirma que a partir deste ano, a Faculdade de Direito da USP – a famosa Faculdade do Largo de São Francisco – incluirá em sua grade curricular uma disciplina que, segundo a professora Ivanira Pancheri, terá como objetivo principal “estudar os animais não humanos frente ao Direito, numa perspectiva ética”.

Só por ler esta frase textual da professora com todo seu significado emblemático quase explodi de felicidade. Sim, estamos avançando bastante.

Ver este tema inserido em um currículo acadêmico foi como ver a concretização de uma utopia de muitos de nós.

Se não é a própria utopia em toda a sua dimensão: vermos toda a sociedade estabelecendo uma relação ética interespécie, é o meio caminho para ela.

Normalmente, os diversos cursos de ensino universitário veem os animais em uma perspectiva econômica, coisificada e não como seres sencientes.

Dividir essa notícia com vocês me gratifica muito.

Fico muito feliz e, por isso, deixo a seguir o link para que você possa acessar a matéria completa que originou esta postagem.

https://jornal.usp.br/universidade/disciplina-busca-pensar-direitos-animais-como-pensamos-direitos-humanos/