Por Gabriel Bitencourt 

As políticas públicas promovidas pelo governo federal e seus aliados no Congresso Nacional investem no agronegócio e na pecuária provocando, como consequência, o desmatamento e a contaminação das pessoas e do meio ambiente pelo uso dos agrotóxicos. Esse, é o lado ruim.

O lado bom é a proliferação do consumo de produtos veganos e orgânicos.

Em razão desta demanda, o crescimento de feiras e pontos de vendas de produtos agroecológicos tem sido exponencial.

Há que se comemorar também o aumento das chamadas hortas urbanas. Algumas em quintais, outras em tetos de prédios e outros lugares alternativos.

Nesta semana, foi inaugurada uma feira agroecológica no mercado distrital de Sorocaba, que funcionará às quartas-feiras, das 17h às 20h. Além desta, já existe uma no Parque Chico Mendes e outra no Parque Campolim.

Na mesma semana, no sábado, dia 09.12, mais uma boa novidade: o plantio inaugural da Horta Agroecológica Comunitária do Jardim Carandá, do qual tive o imenso prazer de participar.

Espero que estas iniciativas se fortaleçam, cresçam e façam florescer uma nova cultura alimentar e ecológica, livre de agrotóxicos e de produtos de origem animal.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here