Pesquisa confirma que maioria dos brasileiros já fez dieta por conta própria

Quem nunca pesquisou uma dieta ou método de reeducação alimentar na internet? É desta forma que muitas pessoas buscam orientações para mudança alimentar ou emagrecimento rápido para entrar em forma. A pesquisa da Associação Brasileira de Nutrologia, realizada em 10 estados brasileiros no ano passado, mostra 77% das pessoas já fizeram dietas sem acompanhamento profissional em algum momento da vida.

E segundo a mesma pesquisa, no último ano, 40,8% começaram dietas e programas de reeducação alimentar por conta própria. “Cada pessoa é um ser único e precisa ser visto na sua individualidade. Não é porque algo funcionou para sua amiga que vai funcionar para você”, explica a dermaticista e especialista em emagrecimento Aline Del Rio.

Para emagrecer com saúde, cada pessoa precisa considerar uma série de fatores pessoais, como hábitos alimentares ou condições físicas e isso varia de pessoa para pessoa. “Dietas de internet podem até ajudar num primeiro momento, pois toda mudança faz nosso corpo reagir, porém na sua grande maioria pode vir com efeitos rebotes, ou seja, o corpo volta a engordar, além das questões de saúde”, ressalta.

Mudança de hábitos

Dados do estudo realizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) junto com o Ministério da saúde, divulgados em 13 de janeiro, ressaltam que a população de obesos cresceu no país chegando a 53,7%, porém o número de pessoas que continuam sedentárias caiu para 14%. A mesma pesquisa também mostrou que mais de 30% passou a comer melhor, incluindo frutas e verduras no dia a dia.

O Ministério da Saúde reconhece que a reeducação alimentar é uma das formas mais eficazes de emagrecimento. “Hoje a estética não é mais vista como área da beleza, mas sim de saúde, portanto a forma de emagrecimento mais eficaz envolve sim a reeducação alimentar e tratamentos estéticos para potencializar os efeitos, mas tudo isso com a orientação de um profissional”, complementa Aline.

Unindo tratamentos estéticos, reeducação alimentar e suplementação, em pouco mais de um ano Aline conta que atendeu mais de 60 pessoas, que juntas perderam quase uma tonelada. “A vantagem de um método personalizado é levar em conta todas as características pessoais como histórico clínico, exames de bioimpedância, objetivo pessoal, ajustes sobre o gosto (paladar) e até mesmo questões psicológicas, que são fundamentais para garantir o resultado final”, destaca a dermaticista.

Seguem algumas dicas:

1) a primeira atitude a se considerar é o ‘querer emagrecer’. Essa busca tem considerar principalmente sua saúde e estilo de vida, não apenas entrar num vestido ou ir à praia;

2) escolher o profissional adequado, dê preferência para programas multidisciplinares;

3) pesquise bem e tire todas suas dúvidas, todas mesmo;

4) fuja de medicamentos e dietas malucas, elas que possuem efeitos rebotes;

5) procurem programas nos quais você será acompanhado de perto. Mudar hábitos de uma vida pode ser desafiador, mas com o profissional certo você vai seguir em frente.