Santos vence na estreia de Jair Ventura com golaço e assistências de renegados

FOLHAPRESS

O Santos não encontrou dificuldades para vencer o Linense em sua primeira partida no Campeonato Paulista, nesta quarta-feira (17). Na estreia do técnico Jair Ventura, o time derrotou o Linense por 3 a 0, em Lins, com atuações decisivas de jogadores que estavam esquecidos na última temporada e são contestados pela torcida.

O argentino Vecchio, que assumiu a função de Lucas Lima, participou diretamente dos três gols. O meia fez 15 jogos pelo Santos em 2017. Dois deles nas últimas rodadas do Brasileiro, quando ganhou uma vaga no time titular do interino Elano.

Já o atacante Rodrigão, substituto de Ricardo Oliveira, marcou um golaço no primeiro tempo. Como não agradou o técnico Levir Culpi, o jogador chegou a ser emprestado ao Bahia para a disputa do último campeonato nacional.

A dupla só foi titular nesta quarta porque a diretoria do Santos não conseguiu contratar jogadores para as vagas de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, que se transferiram para Palmeiras e Atlético-MG, respectivamente. A equipe só anunciou dois reforços até o momento.

O lateral esquerdo Romário foi o único estreante escalado por Jair Ventura. Eduardo Sasha busca o condicionamento físico ideal e não foi relacionado para o jogo.
O esquema 4-3-3, utilizado ao longo do último Campeonato Brasileiro, foi mantido pelo treinador.

VITÓRIA TRANQUILA
O atacante Bruno Henrique deu um susto na comissão técnica com dez minutos de jogo. Um dos principais jogadores do time, ele levou uma bolada no rosto e pediu para deixar o campo por conta das fortes dores. Segundo a equipe médica, a substituição foi uma precaução.

O atacante Arthur Gomes foi escolhido como substituto. Aos 20 minutos, ele aproveitou a oportunidade dada por Jair Ventura e marcou o primeiro gol do Santos no ano. O jogador correu mais do que os zagueiros e concluiu o cruzamento de Vecchio por baixo do goleiro Victor Golas.

Já nos acréscimos do primeiro tempo, Vecchio interceptou uma bola no meio-campo e a deixou para Rodrigão. O centroavante arriscou de muito longe e surpreendeu o goleiro do Linense, que estava mal posicionado e não alcançou o forte chute no centro do gol.

O Santos manteve a superioridade no segundo tempo e precisou de dez minutos para chegar ao terceiro gol. Vecchio construiu a jogada e acionou Copete na lateral esquerda. O cruzamento encontrou a cabeça de Arthur Gomes, que, livre de marcação, voltou a balançar as redes.

A vantagem consolidada permitiu que Jair Ventura fizesse testes no restante da partida. Ele trocou Lucas Veríssimo por Luiz Felipe e acionou Yuri Alberto no lugar de Rodrigão.
O Santos sofreu um único susto na etapa complementar. Aos 40 minutos, o zagueiro Leandro Silva surgiu sozinho na área e tentou desviar para o gol. A conclusão saiu fraca e foi defendida por Vanderlei.

LINENSE
Vitor Golas; Reginaldo, Leandro Silva, Adalberto, Eduardo; Bileu, Marcão, Danielzinho; Murilo Henrique (Thiago Humberto), Wilson (Kauê), Berguinho (Kauê).
T.: Moacir Júnior

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo (Luiz Felipe), Romário; Alison, Renato, Vecchio; Copete, Rodrigão (Yuri Alberto), Bruno Henrique (Arthur Gomes). T.: Jair Ventura

Estádio: Gilberto Siqueira Lopes, o Gilbertão, em Lins
Juiz: Luiz Flávio de Oliveira
Gols: Arthur Gomes, aos 20min, e Rodrigão, aos 46min do primeiro tempo; Arthur Gomes, aos 10min do segundo tempo
Cartões amarelos: Romário e Renato (Santos); Bileu (Linense)