SAMIR CARVALHO
UOL/FOLHAPRESS

O Santos acertou a contratação de Gabigol e espera anunciar o retorno do ídolo nesta sexta-feira. O clube paulista subiu a proposta para facilitar a liberação do jogador da Inter de Milão, da Itália. A ideia da diretoria alvinegra é apresentar o atleta na próxima segunda-feira, na Vila Belmiro, onde a equipe santista encara o Bragantino, às 20h (de Brasília), pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Para fechar o acordo e ajudar na negociação entre Gabigol e Inter de Milão, o Santos fez uma proposta de 1,7 milhão de euros (R$ 6,6 milhões) por um ano de empréstimo. Dividido em 12 meses, o valor é o equivalente a 141 mil euros (R$ 554 mil) por mês. Além disso, o clube paulista pagará mais R$ 50 mil em CLT (Consolidações das Leis Trabalhistas) ao jogador.

Desta forma, Gabigol custará ao Santos cerca de R$ 600 mil mensais por uma temporada. O restante do ordenado do atacante na Itália foi discutido e acertado entre o estafe do atleta e a Inter de Milão. O clube paulista alega que não se envolverá no fluxo financeiro entre o jogador e os italianos.

Inicialmente, a Inter de Milão havia pedido 1,5 milhão de euros (R$ 5,8 milhões) para emprestar o jogador por uma temporada e meia (18 meses), mas exigia que Gabigol refizesse o seu contrato com redução salarial para fechar o acordo. Como Gabriel e Inter não se acertavam neste quesito, o Santos optou por pagar mais e ter o jogador por menos tempo para concretizar a transação.

Na versão inicial, com 1,5 milhão de euros, o Santos desembolsaria o equivalente a cerca de R$ 356 mil mensais e mais R$ 50 mil de CLT. Em resumo, o clube paulista gastará 200 mil euros a mais no montante e terá o jogador por seis meses a menos em relação ao início das negociações.

A camisa 10 já foi reservada para Gabigol na Vila Belmiro, e a Santos TV possui até matéria pronta, feita na casa do jogador. No vídeo, o atleta fala de sua alegria em voltar ao clube paulista.

O Santos promete depositar o dinheiro aos chineses que comandam o futebol da Inter de Milão nesta sexta-feira. A ideia de pedir um valor à vista é uma estratégia do clube italiano para evitar possíveis atrasos no pagamento. Por conta disso, após pagar os chineses, a diretoria santista só desembolsará R$ 50 mil por mês por Gabigol.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here