DANILO LAVIERI E LEANDRO MIRANDA
UOL/FOLHAPRESS

O Palmeiras aceitou vender Yerry Mina ao Barcelona por 11,8 milhões de euros. Usando o valor da moeda europeia desta segunda-feira (8), a venda será efetivada por R$ 45,7 milhões, mas ainda restam as assinaturas de todos os envolvidos para que o anúncio seja feito.

O zagueiro pode viajar ainda nesta segunda-feira (8) para se apresentar ao seu novo time na terça-feira (9) e chegará como opções para o setor defensivo da equipe catalã que deve perder Mascherano e tem Umtiti machucado.

Do total, o Palmeiras receberá 10 milhões de euros (R$ 38,7 milhões) e repassará 1,8 mi de euros ao Santa Fé, que detém 20% dos direitos econômicos do atleta.

Desse total, no entanto, a equipe brasileira ainda precisará repassar uma parte para o ex-presidente Paulo Nobre. Foi com o dinheiro dele que a equipe alviverde (R$ 11,7 milhões) para contratar o zagueiro. Essa quantia aumentará porque sofrerá correção monetária.

O acordo original previa um pagamento de 9 milhões de euros, mas a venda estava acertada apenas para o meio do ano. Como quis antecipar a ida, o time espanhol precisou desembolsar essa quantia extra.