Dani Alves reprova agressão e diz que Neymar precisa se controlar

Daniel Alves e Neymar

FOLHAPRESS

A agressão de Neymar a um torcedor do Rennes no sábado (27) continua repercutindo. A atitude voltou a ser assunto nesta terça-feira (30), após a derrota do PSG para o Montpellier por 3 a 2, pelo Campeonato Francês, e foi comentada por Daniel Alves na zona mista.

“Eu acredito que era um momento bastante delicado. Tínhamos perdido o título (da Copa da França) e estávamos de cabeça quente. Foi uma reação não acertada naquele momento. Acredito que não se pode instigar este tipo de coisa, tem que ter um pouco mais de controle. Mas acredito que isso são aprendizados que a vida vai te deixando”, afirmou.

O lateral-direito falou com os jornalistas após a virada sofrida fora de casa, que não muda a situação do Paris Saint-Germain na tabela do Francês -o time já é campeão nacional e está 16 pontos à frente do Lille, segundo colocado.

“Você tem de errar para melhorar. Não de tal forma, mas eu acredito que esse erro vai fazer com que ele possa refletir um pouco. O Ney é um moleque excepcional, e em certos momentos é um pouco esquentado. Por mais que você seja amigo, não podemos ficar a favor deste tipo de coisa. Mas acredito que ele aprendeu, porque à base de golpes você aprende. Espero que isso não volte a acontecer”, concluiu o brasileiro.

Apesar de o PSG ter sido derrotado nos pênaltis pelo Rennes, Neymar teve boa atuação. O brasileiro fez um belo gol, deu assistência e vinha sendo elogiado pela imprensa francesa até o momento da agressão ao torcedor.
Nesta terça, por outro lado, o camisa 10 foi discreto em campo e passou longe do gol do Montpellier. Bem marcado pelos jogadores adversários, Neymar ainda foi vaiado pelos torcedores rivais.