Emoção não faltou na primeira partida das quartas de final da 23ª Copa Brasil de Futebol Sub-15, disputada nesta terça-feira (16) entre Cruzeiro e Bahia, no estádio municipal Domênico Paolo Metidieri, em Votorantim. Após empate em 0 a 0 no tempo regulamentar, a Raposa avançou às semifinais nas penalidades, vencendo o tricolor baiano por 5 a 4. Agora, a equipe mineira aguarda o vencedor de Palmeiras e Corinthians, que jogam nesta quarta (17), às 20h.

A equipe mineira começou a partida atacando pelas laterais e o Bahia apostava nos contra-ataques. O Cruzeiro, no entanto, manteve a estratégia e subiu a marcação, pressionando a saída de bola do time baiano. A primeira etapa terminou sem grandes chances de gol.

Já no segundo tempo, ambas as equipes tiveram oportunidades de abrir o placar. No primeiro minuto, o Bahia quase fez o gol após cobrança de escanteio. No lance seguinte, a Raposa explorou o contra-ataque, fazendo com que Wesley recebesse na área. O atacante driblou o goleiro e, quando finalizou para o gol, a zaga afastou praticamente em cima da linha.

Depois, as chances foram todas da equipe mineira. Aos 15’, Stenio recebeu um passe da direita e, sozinho, já dentro da área, furou a bola. Aos 22’ em uma falta da esquerda, Kelvyn, da Raposa, bateu e a bola desviou na barreira, tocando no travessão. No lance seguinte, Stenio recebeu sozinho na área e cabeceou no canto esquerdo, obrigando o goleiro a fazer uma ótima defesa. O jogo, no entanto, não saiu do zero e a partida foi para as penalidades.

Todas as nove primeiras cobranças foram certeiras. No entanto, no último e decisivo, Liedson, do Bahia, chutou para fora, finalizando a decisão por 5 a 4 e classificando a equipe mineira às semifinais.

Agora, o Cruzeiro joga a semifinal na sexta-feira (19), às 18h30, também no estádio Domênico Paolo Metidieri.

Com ótima atuação do goleiro, Figueira bate Vitória e aguarda Inter ou Flamengo

Valendo uma vaga para as semifinais da Copa Brasil de Futebol Sub-15, a partida de Figueirense e Vitória foi morna, terminando 0 a 0 no tempo regulamentar, em duelo realizado no estádio Domênico Paolo Metidieri, em Votorantim. No entanto, as penalidades compensaram e reservaram um momento único para o goleiro Theo, do Figueira, que defendeu as duas últimas cobranças de pênalti (após ele mesmo ter perdido a quinta e decisiva batida), classificando a equipe catarinense por 5 a 4.

A primeira etapa começou com muitos erros de passe. A melhor chance só aconteceu aos 26 minutos, após jogada individual de Davi, do Figueira, que limpou a marcação e bateu cruzado. A bola cruzou a linha do gol e ninguém completou.

No segundo tempo, o Figueirense começou com mais posse de bola e tentou partir para o ataque, mas a defesa da equipe baiana estava bem postada, com uma marcação eficiente. Depois, mais para o fim da etapa, foi a vez do Vitória ir para cima, tocando a bola com perigo em torno da área do Figueira. No entanto, não conseguiu assustar o gol de Theo.

Como a partida terminou 0 a 0, a decisão foi para as penalidades. As equipes empatavam em 4 a 4, já que todos os batedores haviam acertado as redes, até que Theo, goleiro do Figueira, decidiu bater a quinta e decisiva cobrança. Dhiogo, arqueiro do Vitória, fez uma bela defesa, dando uma enorme vantagem ao rubro-negro baiano. No entanto, Theo não só se redimiu como garantiu a classificação da equipe catarinense, ao defender as duas próximas batidas do time baiano, perdidas por Pabllo e Gabriel.

Agora, o Figueirense aguarda o adversário da partida de Internacional e Flamengo, que será disputada nesta quarta (17), às 18h30. A semifinal da equipe catarinense acontece nesta sexta (19), às 20h.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here