FOLHAPRESS

O Palmeiras ficou longe de mostrar o futebol apresentado na vitória sobre o Santo André, mas fez o suficiente para vencer o Botafogo-SP por 1 a 0, neste domingo (21), no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Com o resultado, a equipe alviverde assumiu a liderança isolada do Grupo C, com seis pontos -dois a mais que Novorizontino e São Bento, segundo e terceiros colocados, respectivamente.

Agora, o time dirigido por Roger Machado tenta manter 100% de aproveitamento na próxima quinta-feira (25), quando enfrenta o Red Bull, às 21h, no Allianz Parque, pela terceira rodada do torneio.

O treinador ainda não confirmou se manterá novamente o time titular ou se poupará alguns jogadores. Até o momento, ele repetiu a mesma formação nas duas primeiras partidas.

Na vitória sobre o Botafogo-SP, o Palmeiras encontrou dificuldades no primeiro tempo. A equipe teve o domínio territorial, mas trocou passes com lentidão e não conseguiu passar pela defesa adversária. Tanto é que o goleiro Tiago Cardoso só foi exigido aos 45 minutos, quando o atacante Willian arriscou um chute de fora da entrada da área.

Já o time de Ribeirão Preto marcava em seu campo de defesa e explorava o contra-ataque pelo lado direito com o lateral Diego Tavares e pela esquerda com o Lelê. Desta forma, o time ameaçou em um chute de Dodô e na finalização de Bruno Moraes, que passaram perto do gol de Jailson.

No segundo tempo, o Palmeiras voltou diferente. A linha de quatro do meio de campo formada por Willian, Tchê Tchê, Lucas Lima e Dudu jogaram mais próximos e com rapidez na troca de passes. O time também adiantou a marcação.

E num desses lances conseguiu abrir o placar. Aos 8 minutos, Willian roubou a bola na intermediária, tentou duas vezes tabelar com Borja até chegar a linha de fundo e cruzar para o colombiano, livre, empurrar para o gol.

Em desvantagem no placar, o time do interior de São Paulo se abriu, porém, pouco criou. Já o Palmeiras teve oportunidade de ampliar com Willian, que parou em Tiago Cardoso.

Com os atletas sentindo o cansaço em razão do forte calor, o técnico Roger Machado fez alterações. Tirou Borja e Felipe Melo e colocou Keno e Thiago Santos.

O Palmeiras manteve o controle do jogo e quase aumentou em uma cobrança de falta de Lulas Lima que acertou o travessão e em um contra-ataque com Dudu, que driblou o goleiro, mas não conseguiu finalizar.

BOTAFOGO-SP
Tiago Cardoso; Diego Tavares, Naylhor, Plínio, Peri; Serginho (Danielzinho), Willian Oliveira, Diones, Dodô; Lelê (Heleno), Bruno Moraes (Jheimy). T,: Léo Condé

PALMEIRAS
Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins, Victor Luis; Felipe Melo (Thiago Santos), Tchê Tchê, Lucas Lima (Bruno Henrique); Willian, Dudu, Borja (Keno). T.: Roger Machado

Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Juiz: Raphael Claus
Gol: Borja, aos 9min do segundo tempo (Palmeiras)