Por Gustavo Ferrari

Os titulares das secretárias de Licitações e Contratos (Selc), Hudson Moreno Zuliani, e Abastecimento e Nutrição (Seaban), José Olímpio Silveira Moraes Júnior, ignoraram as solicitações da empresa Cheff Grill & Refeições para apresentar proposta orçamentária ao fornecimento de merenda escolar em Sorocaba.

Os contratos, divididos em três lotes, vencem na próxima segunda-feira (5) e, até o momento, a Prefeitura não decidiu o que fará a respeito.

Atualmente, os três lotes são divididos entre as empresas Pack Food Comércio de Alimentos Ltda. e AEX Alimento e Comércio de Refeições e Serviços Ltda. Somados, os contratos chegam a R$ 42,8 milhões.

A Cheff Grill, por intermédio da gerente comercial, Katia Cristina Santos, tentou contato com o titular da Selc, Zuliani, no dia 5 de janeiro, tanto por e-mail quanto por telefone. Informada da ausência do secretário (que pediu exoneração para ir a Memphis, nos Estados Unidos, passear), a representante da empresa encaminhou novo e-mail, agora ao substituto de Zuliani, João Batista Sigilo Pellegrini, o Tita, no dia 8 de janeiro, e também tentou contato por telefone. Não houve retorno.

No dia 9 de janeiro, foi a vez de a empresa encaminhar novo e-mail, dessa vez ao secretário da Seaban, José Olímpio Silveira Moraes Júnior. Na ausência de retorno, um contato com a pasta foi efetuado. Márcio Carrara, funcionário da secretaria, teria informado à Cheff Grill que a responsabilidade pelas informações seria da Selc, e que não poderia “ajudar com respostas” a empresa.

A Cheff Grill tentou mostrar à Prefeitura ser capaz de prestar serviços “satisfatórios, com preços baixos e de qualidade”.

Até a tarde desta quarta-feira (31), a Prefeitura não havia publicado informações referentes à renovação ou aditamento dos contratos das empresas que atualmente operam os três lotes da merenda, nem no Jornal Oficial do Município, nem no Portal da Transparência.