Avião que caiu e matou dois é retirado dos escombros em São Paulo

Foto: Roberto Costa/Código19/Folhapress

FOLHAPRESS

O avião monomotor que caiu na tarde desta sexta (30) no bairro da Casa Verde, na zona norte de São Paulo, matando duas pessoas e ferindo outras 11, foi retirado dos escombros na manhã deste sábado (1º).

A remoção do Cessna 210 ocorreu depois dos trabalhos da perícia que vão tentar identificar as causas do acidente.

O avião havia acabado de decolar do aeroporto do Campo de Marte quando perdeu controle e caiu em um bairro residencial, na rua Antonio Nascimento Moura, ao lado da avenida Braz Leme, ligação entre o bairro e o centro de São Paulo.

Ao menos quatro casas foram atingidas -três delas foram interditadas- e sete veículos foram danificados após o querosene que vazou da aeronave fazer um rastro de chamas pela rua que quase chegou a um posto de gasolina.

Os dois ocupantes da aeronave morreram, os pilotos Leonardo Kazuhiro Imamura, 43, e Guilherme Peixoto Murback, 26.

O avião havia decolado às 15h55 em direção a Jundiaí (interior de SP). Ele tinha certificado válido até dezembro de 2022.

Com esta queda, são oito as mortes em acidentes deste modelo de aeronave em 2018, segundo o Centro de Investigação de Acidentes da Força Aérea Brasileira (Cenipa). O Brasil teve um acidente aéreo a cada dois dias, em média, nos últimos dez anos.