Ato contra demissões na Toyota reúne cerca de 1,5 mil trabalhadores nesta 3ª

Foto: Fernanda Ikedo/Imprensa SMetal

Atualizado às 8h33

O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região realizou, junto a trabalhadores, um Ato Unificado contra as demissões ocorridas na montadora Toyota, nesta manhã de terça-feira (25). Segundo o SMetal, cerca de 1.500 pessoas participaram da manifestação.

O ato começou às 6 horas e encerrou por volta das 8h20. Após o término, trabalhadores seguiram para cumprir seu expediente normalmente.

O presidente do SMetal, Leandro Soares, está no local e fala com os trabalhadores e sistemistas presentes. Uma das reivindicações do sindicato é para que os funcionários demitidos sejam readmitidos assim que surgirem novos projetos da montadora.

Foto: Fernanda Ikedo/Imprensa SMetal

De acordo com o sindicato, o ato, além de ser contra as demissões, também ocorre pela manutenção do emprego e luta por novos projetos na Toyota.

Foto: Fernanda Ikedo/Imprensa SMetal

A montadora anunciou o corte de 740 postos de trabalho em Sorocaba e mais 100 em Porto Feliz, na fábrica de motores. As demissões começaram a ocorrer neste mês. As sistemistas, que são empresas que fornecem peças e equipamentos para a Toyota também estão sentindo os cortes.

Após reunião com secretários municipais e o prefeito José Crespo (DEM), realizada na última sexta-feira (21), Soares ressaltou a necessidade de se buscar investimentos para a planta de Sorocaba. “Levamos nossa preocupação referente às demissões no setor metalúrgico, e mais que isto, alternativas para o prefeito na busca de uma política industrial para o país e futuros investimentos pra Sorocaba e Região”, destacou.

De acordo com o presidente é preciso cobrar os poderes públicos nas esferas municipal, estadual e federal, uma política industrial para o país, “com o grande objetivo buscar novos investimentos públicos e privados, para a retomada da indústria e da geração de empregos”.

Uma das medidas anunciadas durante a reunião é a do cadastramento no PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) e a disponibilidade de vagas na Universidade do Trabalhador para qualificação desses trabalhadores.

Em união com o sindicato, outras medidas serão tomadas como cobrar do governo do Estado que o ICMS da montadora não seja mais retido, como havia ocorrendo.

A orientação dos dirigentes sindicais é para que nenhuma fábrica tome medidas sem antes negociar com o sindicato. “Podemos tentar verificar alguma alternativa para amenizar o impacto da queda de produção da montadora e estamos atentos para que nenhum trabalhador seja prejudicado em seus direitos”, pontua Leandro.

O SMetal, por fim, informou que uma comissão com representantes da prefeitura e sindicato foi formada para tratar das medidas cabíveis.

16 Comentários

  1. Depois que começou os cortes de verbas para a CUT e Compania ILIMITADA, os sindicatos estão desesperados, porque quem mantém a mordomia deles, são os trabalhadores das mais diversas áreas.
    O sindicato costuma fazer a acordo e apertar a mão no escuro.
    Conheço vários sindicalistas, com aquele velho perfil de pensamento ideológico partidário, pois quando as coisas não caminham bem para eles, o que resta é ser truculento e em último caso usar de violência.
    É triste o que está acontecendo com os trabalhadores, mas a verdade é que a montadora não dá a mínima pra quem ficar desempregado, a riqueza gerada por ela em terras tupiniquins, vai direto para sua matriz no Japão, lá é o carro chefe que dita as ordens.
    O raciocínio é lógico, as multinacionais se instalam em um país subdesenvolvido como o nosso, explora a mão de obra barata, tem isenção de impostos das terras em que serão instaladas e estudam quanto tempo é interessante ficar em nosso país.

  2. Ola meus amigos !trabalho no grupo Toyota a conversa não eh bem assim !a empresa ano passou uma pauta de redução de custo para sindicato dos metalúrgicos inclusive sobre PLR aumento real para que não ocorresse demissões devido ao cenário de crise e dificuldade tanto do brasil e argentina que seu principal mercado consumidor mas os pelegos do sindicato pediu para empresa 25 mil de PLR aumento real de 50 % nos salários neste ano fora outras coisas em plena crise no brasil??
    Então em outras palavras o próprio sindicato querendo levar os trabalhadores para abismo não aceitaram a pauta da Toyota e colocaram a faca na garganta da empresa não levaram em conta o cenário que esta no Brasil. Visto nesta situação a empresa se viu infelizmente obrigada demitir mais de 740 funcionários e fora as outras sistemistas também. Na vida as vezes a gente ganha, outra perde e outra empata era hora do sindicato mostrar inteligencia analisar a situação e aceitar o que a empresa queria pelo menos neste curto período de tempo até passar esta crise,mas como eh PT QUANDO MAIS PIOR MELHOR! Tem mais o sindicato não só eh culpado pelos estes demitidos como também atrapalhou o projeto da empresa Toyota de trazer mais uma linha de produção para Sorocaba para fabricação da RAV4 que geraria entorno de no minimo uns 6 mil empregos diretos e indiretos. Então procurem se informar nao vao pelo sindicato eles so querem levar dinheiro no bolso deles e ferrar o trabalhador!!!

    • SIM É VERDADE EU TRABALHO NO PRIMIERO TURNO SINDICATO QUER SÓ MANTER A CONTRIBUIÇÃO FALOU QUE NINGUÉM IA SER MANDADO SE FLIASSE DESSE DINHEIRO E DEU NO QUE DEU

  3. Ola meus amigos !trabalho no grupo Toyota a conversa não eh bem assim !a empresa ano passou uma pauta de redução de custo para sindicato dos metalúrgicos inclusive sobre PLR aumento real para que não ocorresse demissões devido ao cenário de crise e dificuldade tanto do brasil e argentina que seu principal mercado consumidor mas os pelegos do sindicato pediu para empresa 25 mil de PLR aumento real de 50 % nos salários neste ano fora outras coisas em plena crise no brasil??
    Então em outras palavras o próprio sindicato querendo levar os trabalhadores para abismo não aceitaram a pauta da Toyota e colocaram a faca na garganta da empresa não levaram em conta o cenário que esta no Brasil. Visto nesta situação a empresa se viu infelizmente obrigada demitir mais de 740 funcionários e fora as outras sistemistas também. Na vida as a gente ganha e outra perde e outra empate era hora do sindicato mostra inteligencia analisar a situação e aceitar o que a empresa queria pelo menos neste curto período de tempo até passar esta crise,mas como eh PT QUANDO MAIS PIOR MELHOR! Tem mais o sindicato não só eh culpado pelos estes demitidos como também atrapalhou o projeto da empresa Toyota de trazer mais uma linha de produção para Sorocaba para fabricação da RAV4 que geraria entorno de no minimo uns 6 mil empregos diretos e indiretos. Então procurem se informar nao vao pelo sindicato eles so querem levar dinheiro no bolso deles e ferrar o trabalhador!!!

  4. Perceberam que Sindicato só aparece depois da desgraça acontecida? Significa que trabalham para eles próprios, não antecedem nada.

  5. Na hora de lutar pelos nossos direitos trabalhistas são eles que vão atras lutar e negociar la com a empresa..se não fosse pelo sindicato não teríamos nossos direitos trabalhistas respeitados como férias décimo terceiro pLr convênio medicos e muito outros mais q a categoria conquistou pra esses trabalhadores jamais conseguiriamos pagar do nosso próprio bolso esses beneficios e ter uma qualidade de vida melhor aqui fora.
    O governo atual quer tirar tudo isso do povo..Só visa o lado dos empresários.. falaram q com a lei da reforma trabalhista aprovada aumentaria milhões de empregos e cada vez mais as empresas estão demitindo mais trabalhadores nosso pais e os nossos políticos não estão nem aí pra nada..Não investem na educação..na saúde..cada vez mais vai aumentando só marginais no nosso país.. Não tem nem política de recuperação para esses marginais e viciados

  6. Sindicatos???
    Tudo sem vergonhas
    Arrumem um trabalho pra vc fazerem!!!
    Vagabundos

  7. Parabéns aos SINDICATOS, parabéns, mais uma vez atrasando a vida do BOM TRABALHADOR, com toda sua arrogância mais trabalhadores na rua, estas PARASITAS dos Estado só atrapalham a vida, e você trabalhador da TOYOTA coloque essas parasitas para correr..vergonha.

      • Sindicato é importante na sociedade, mas, um líder sindical tem que entender de economia, produção, leis, politica, saber negociar e respeitar o contraditório, sem estas premissas não ha futuro consolidado.
        Subir num caminhão de som, falar de socialismo, comunismo, achando que é formador de opinião e tentar demonstrar que entende do assunto, já não funciona mais.

  8. Parabéns ao Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba, que não deixa os trabalhadores nesse momento difícil e está junto na maior luta social, que é a defesa dos empregos.

  9. Admiro os sindicatos na hora da luta por direitos dos trabalhadores, mas quando se envolve partido político, mudo meu conceito.

  10. O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) não acatou uma representação com pedido de afastamento cautelar do prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM). A representação foi feita pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba, Salatiel Hergesel, que argumentava que a medida era necessária para o curso das investigações criminais relativas ao falso voluntariado e à operação Casa de Papel.

    Em sua decisão, o promotor Orlando Bastos Filho afirmou que “o afastamento de um prefeito somente pode ser pretendido se atendidos os requisitos legais por aqueles que efetivamente mantém alguma investigação em relação a ele”.

    Na época, a Prefeitura de Sorocaba informou que lamentava “a utilização da estrutura do sindicato para finalidade política partidária”. A nota citava, ainda, que o prefeito “tem contribuído com todos os órgãos para elucidação de todos os fatos, como sempre fez ao longo de sua trajetória pública e irá combater qualquer ato ilícito”.

Comments are closed.