Segundo ano de “The Marvelous Mrs. Maisel” mantém humor afiado e diálogos inteligentes

Divulgação

Por Erick Rodrigues

Pode parecer que é apenas dizer ou fazer algo engraçado, mas a verdade é que a comédia é um dos gêneros mais difíceis de realizar, se não for o mais difícil. O humor é matemático, preciso, tem um tempo ideal complicado de ser atingido. Um segundo a mais, uma respiração a menos, uma piada mal colocada, tudo isso pode acabar com um texto cômico. A boa comédia, no entanto, não permite que o espectador perceba que tudo isso é tão desafiador, como é o caso da série “The Marvelous Mrs. Maisel”, que chega ao segundo ano mantendo as principais qualidades e o título de melhor produção do gênero dos últimos anos.

Depois de desafiar as convenções da década de 50 para se firmar como uma mulher independente, Miriam Maisel (Rachel Brosnahan) continua tentando se estabelecer como comediante de stand-up, mercado majoritariamente masculino alimentado, inclusive, pelo machismo dos contratantes e até da própria plateia. Tentando equilibrar atividades fixas, como a de telefonista e atendente em uma loja, com a carreira nos palcos, a popular Midge vê a agenda de shows aumentar, mesmo que a passos lentos, graças aos esforços da agente Susie Myerson (Alex Borstein).

A dupla de mulheres, no entanto, enfrenta algumas dificuldades no percurso. Com o machismo definindo condutas e atitudes, Midge é censurada por fazer humor com colegas comediantes que usam a masculinidade para desfazer do trabalho dela. A protagonista também chega a ser expulsa de um palco por usar a palavra “grávida”, algo que o contratante considerada muito íntimo de ser dito em um show, mesmo que outros humoristas homens tenham relatado, antes, estripulias sexuais mais chocantes do que a simples palavra em questão.

Midge e Susie também enfrentam a primeira turnê pelos Estados Unidos nos novos episódios. A viagem, no entanto, não sai totalmente como programado, já que problemas com o carro, os quartos onde ficam hospedadas e as plateias tiram um pouco do brilho da experiência. No fim da temporada, uma famosa inimiga da dupla volta para sinalizar que pode abalar a parceria de sucesso entre as personagens.

Divulgação

Parte do êxito de “The Marvelous Mrs. Maisel” se deve aos personagens secundários e, no segundo ano da série, eles continuam inspirados e gerando tramas divertidas. O grande destaque é o pai de Midge, Abe (Tony Shalhoub), hilário com uma rotina de manias e passando por diversos problemas ao longo dos episódios, como uma crise conjugal, dificuldades no trabalho e a descoberta de segredos que os filhos sempre lutaram para esconder.

Amy Sherman-Palladino, produtora, diretora e roteirista da série, tem uma capacidade extraordinária de fazer a comédia parecer simples, mesmo sendo um gênero tão complexo. Isso acontece, primeiro, porque ela cria diálogos verborrágicos e inteligentes, que, com frequência, se sobrepõem e criam conversas caóticas e barulhentas, como a vida real.

Outro fator importante da produção é o prazer que o espectador tem em se divertir com os personagens criados por Amy Sherman. Todos, sem exceção, possuem nuances bem destacadas e, com a ajuda da construção dos atores, trazem um charme a mais para os episódios. Há o cuidado, inclusive, de ter essa consistência nos núcleos coadjuvantes, que harmoniosamente auxiliam na sustentação do todo.

Além dos ótimos desempenhos de Rachel Brosnaham, Alex Borstein e Tony Shalhoub, o elenco também conta com a divertida contribuição de Marin Hinkle, Michael Zegen, Kevin Pollak e Caroline Aaron. Além disso, a introdução de Zachary Levi ao enredo, como um novo pretendente para a protagonista, também rendeu bons momentos.

“The Marvelous Mrs. Maisel” conseguiu manter a qualidade elevada e apresentou uma segunda temporada bem construída e muito divertida. Amy Sherman-Palladino e a equipe de roteiristas valorizam o texto da trama com diálogos inteligentes e a construção de personagens carismáticos, que conquistam o espectador de cara e provocam o riso genuíno, algo muito difícil de ser atingido.

THE MARVELOUS MRS. MAISEL (segunda temporada)

ONDE: Amazon Prime Video (todos os episódios disponíveis)

COTAÇÃO: ótima